A sobrevivência de qualquer empresa — independentemente de seu porte ou do segmento em que atue — está cada vez mais ligada à capacidade de liderança estratégica daqueles que a administram. Nesse âmbito, a gestão eficiente é um requisito fundamental à saúde dos negócios, possibilitando a conquista (e a manutenção) de resultados mais sólidos e perenes.

Se você ainda nutre dúvidas a respeito da importância de valorizar processos consistentes de gestão, dispondo de relatórios seguros para alicerçar as decisões empresariais, não deixe de ler o conteúdo até o fim!

Preparado? Vamos em frente!

Por que bons relatórios são essenciais à gestão eficiente?

Em um mercado altamente volátil e dinâmico, os gestores comprometidos com o crescimento de suas empresas precisam se dedicar, regular e consistentemente, à construção de seus diferenciais competitivos.

Para que isso seja possível, contudo, não basta apenas alimentar o desejo. É preciso dispor de informações confiáveis, que reflitam com exatidão o panorama operacional da empresa e possam respaldar decisões mercadológicas.

Ou seja: para conceber uma estratégia exitosa, é imprescindível que o líder disponha de dados internos, capazes de balizar táticas de produtividade e diferenciação, e contraponha-as com cenários externos, assegurando uma posição mais clara e assertiva diante dos desafios do ambiente de negócios.

Diante disso, a importância dos relatórios gerenciais é atestada e reforçada. Afinal, de que outra forma seria possível empreender uma avaliação crível dos resultados operacionais e produtivos? Somente a partir da extração transparente dos dados internos!

A gestão eficiente, portanto, é o produto de uma liderança antenada e disposta a perseguir a melhoria contínua dos negócios — valorizando performance e resultados. No esforço de concretizar esse desejo, o uso inteligente de bons relatórios certamente desponta como um dos artifícios mais pertinentes.

Quais relatórios podem contribuir com a gestão eficiente do negócio?

Agora que você já está convencido de que bons relatórios compõem o alicerce para uma gestão de excelência, é o momento de esmiuçar um pouco mais a questão: quais análises podem contribuir para alavancar os resultados da empresa? Conheça algumas das principais.

Fluxo de caixa

O setor financeiro é o pulmão do negócio. É a partir da boa gestão de recursos monetários, por exemplo, que novos investimentos (em infraestrutura, mão de obra, etc) são canalizados e, assim, podem potencializar a operação.

Nesse contexto, o relatório de fluxo de caixa é, sem dúvida, um dos mais cruciais. Os dados cruzados relatam qual é a situação financeira da empresa, listando o saldo positivo, o negativo e mesmo as previsões de recebimento e pagamento.

Gestão de Clientes

Os relatórios de CRM (Customer Relationship Manager) proporcionam um profundo conhecimento acerca da manutenção de relacionamento com clientes — sejam eles ativos, sejam eles potenciais.

A qualidade desses dados pressupõe uma atuação mais acertada no que tange à geração de negócios, favorecendo o controle comercial e permitindo o ajuste de tarefas ligadas ao setor de marketing, vendas e atendimento.

A maximização da performance destes setores representa o crescimento da empresa; afinal, quanto mais clientes são conquistados e fidelizados maior é o faturamento da organização.

Curva ABC de estoques

A gestão de estoques é um aspecto bastante sensível a uma porção considerável das empresas contemporâneas. Os desafios de armazenamento e distribuição, garantindo a otimização de recursos na operação de escoamento de itens, são complexos e inúmeros.

Para auxiliar a gestão eficiente, melhorando a rentabilidade da operação, o relatório de curva ABC garante um conhecimento mais profundo do giro de estoque (para cada produto disponível) e suporta decisões produtivas e comerciais, melhorando a integração das áreas e, por consequência, também os resultados gerais do negócio.

O conteúdo foi útil e você deseja continuar aprendendo? Que tal se aprofundar no cálculo do Lifetime Value (LTV)? A métrica pode ser útil, inclusive, na precificação de seus produtos e serviços. Confira!