As ferramenta de Business Intelligence ou soluções de BI emergiram das demandas que as empresas têm de extrair e consolidar informações dos sistemas operacionais, para auxílio à tomada de decisão por parte dos gestores.

De fato, as organizações armazenam um grande volume de dados, e os processos de extração, transformação, carga e análise de big data precisa ser seguro, ágil e eficiente.

Na maioria das corporações, fatores culturais são os principais obstáculos para a utilização de uma solução de BI. Assim sendo, vários gestores têm dúvidas sobre os aspectos que devem ser levados em consideração dentro da estratégia.

Por isso, neste artigo apresentaremos os principais fatores a serem considerados ao implementar uma solução de BI para gerar vantagens competitivas para a sua organização. Confira!

Total Cost of Ownership (TCO)

O conceito de Total Cost of Ownership (TCO) é uma maneira de quantificar os custos decorrentes da aquisição de um item, por exemplo, um sistema. Trata-se de uma saída para estimar financeiramente todos os custos (diretos e indiretos) envolvidos na compra de um software ou hardware para o empreendimento.

Nesse sentido, o principal objetivo do TCO é tentar identificar o impacto financeiro que a adoção da tecnologia causou para o negócio. Ao levar em conta todo o seu ciclo de vida — algo que envolve equipamentos utilizados, treinamento de usuário e sistema — determinar quantitativamente esse impacto requer que levemos em consideração fatores, como:

  • custos de licenciamento e aquisição
  • custo com contratação de profissionais ou fornecedores externos;
  • custos com manutenção ou suporte à solução

Habilidade e treinamento dos usuários

Pensar nas habilidades profissionais, especificar quem são os integrantes da equipe de implementação do projeto e treiná-los também são pontos muito importantes. Afinal, serão eles os responsáveis por acompanhar de perto todo o processo e validar as ações para garantir sua eficiência e os resultados esperados.

Entretanto, como uma solução de BI pode ser utilizada por diferentes setores da empresa, diferentes membros da organização precisam estar envolvidos, inclusive a diretoria. Somente assim será possível que todos tenham atenção às transformações nos processos e ao êxito do projeto.

Preparação dos dados

Os indicadores de gestão, ou dashboards, revelam informações provenientes de diferentes fontes de dados em componentes visuais que facilitam a compreensão e a tomada de decisões. Vale destacar que, para uma tomada de decisão acertada, os dados apresentados devem ser confiáveis e consistentes.

Assim sendo, a preparação dos dados é a primeira etapa a ser planejada em uma estratégia de BI. Para tanto, é fundamental utilizar ferramentas e técnicas adequadas no intuito de garantir a total integridade dos dados.

Integração de sistemas

Com tantas informações geradas constantemente nas empresas, é necessário encontrar uma solução capaz de integrar as variadas aplicações utilizadas. Porém, isso não mais significa ter uma fonte única de armazenamento. As modernas ferramentas de BI não necessitam mais disso.

Entretanto, o time responsável pelo projeto deve definir quais sistemas serão acessados, quais dados e a periodicidade de acesso (consumo) da informação, dessa forma, é possível assegurar a confidencialidade e integridade dos sistemas corporativos.

Restrição de criação e Limites de acesso

Após a execução dos aspectos anteriores, a equipe precisa estipular quem serão os usuários da solução de BI, por meio da restrição de criação e de limites de acesso. É também o momento em que será verificado se a implementação foi concluída com sucesso. Caso tudo tenha ocorrido conforme o planejado, ninguém encontrará obstáculos para utilizá-la.

Por fim, ressaltamos que a tecnologia é um instrumento importante em qualquer processo de reestruturação, e por meio dela é possível transformar os dados em informações estratégicas, viabilizando uma gestão eficiente e sustentável.

A implantação de uma solução de BI em uma empresa tem como objetivo principal fornecer aos seus líderes informações operacionais e gerenciais, de maneira consistente e rápida.

Após o cumprimento de todos os fatores para a adoção de uma solução de BI, a empresa terá em apenas um repositório, um conjunto de informações confiáveis e coesas que apoiam o processo de decisão, visto que os dados surgirão com o decorrer da atividade. O que faz a diferença é a forma como eles serão avaliados e transformados em ferramentas úteis para nortear o negócio.

Se você gostou deste artigo e quer que seus contatos também saibam o que considerar ao implementar uma solução de BI, compartilhe em suas redes sociais!