A estratégia de dados é um conjunto de escolhas e decisões que, juntas, traçam um curso de ação para alcançar objetivos de alto nível. Isso inclui planos de negócios para usar informações de maneira estratégica e gerenciar desempenhos.

Essa é uma oportunidade de elevar sua linha de produtos e serviços existente, comercializá-la e desenvolvê-la melhor, além de usá-la para melhorar o atendimento e obter uma compreensão abrangente de seu cliente.

Neste artigo, você vai saber por que investir em uma estratégia de dados, o que compõe uma estratégia de sucesso e os passos para elaborar uma para sua empresa. Acompanhe.

Por que investir em uma estratégia de dados?

Sem uma visão centralizada, diferentes setores da empresa trabalham com os dados de forma diferente. Isso, inevitavelmente, leva a distintas conclusões dentro da organização, tornando mais difícil extrair novas ideias das informações disponíveis, além de gerar custos desnecessários.

Uma estratégia de dados, por outro lado, fornece base para todos os esforços no planejamento empresarial. Esse é o recurso que permite a unificação das expectativas de negócios e de TI, de modo que todos os fluxos de informação — cadastro de clientes, ações de marketing, Big Data etc — sejam utilizados para alcançar os objetivos da empresa.

O que compõe uma estratégia de dados bem desenvolvida?

Podemos definir uma estratégia como eficaz quando envolve:

  • uma visão forte de gerenciamento de dados;
  • uma missão de negócio;
  • princípios orientadores, valores e perspectivas de gestão;
  • métricas de sucesso;
  • objetivos do programa em curto, médio e longo prazo;
  • papéis e responsabilidades apropriadamente concebidos.

Assim, uma boa estratégia alinha as atividades de dados e análises com as principais prioridades, missões e objetivos da organização.

Além disso, essa maneira de gerir ajuda a organizar, governar e implementar os recursos de informação de uma organização, que podem ser aplicados em todas as indústrias e níveis de maturidade de dados.

Quais são os passos para elaborar uma estratégia de dados?

Nesta etapa, é importante definir métricas de desempenho e como a gestão dos dados empresariais vai auxiliar no alcance dos objetivos e em processos organizacionais. Nesse sentido, torna-se necessário:

  • determinação em relação às funções, em termos de quem possui quais dados ou sistemas de dados;
  • declaração de missão em relação à exploração de ativos de dados;
  • expectativas para métricas de nível de serviço em toda a empresa (para sistemas de dados e qualidade de dados);
  • versões introdutórias de todas as sub-estratégias específicas, como Business Intelligence, governança de dados, EDW, MDM, Gerenciamento de Conteúdo, Dados Gerais, etc;
  • decisões de planejamento de nível superior ou expectativas para fazer esses projetos;
  • identificação dos principais desafios empresariais e decisões de design.

Apesar do atual cenário da era da informação, muitas empresas ainda não têm processos estruturados para aproveitar dados importantes. Portanto, é possível levar o seu negócio a outro patamar no mercado com uma estratégia de dados.

Gostou do artigo? Deseja receber os melhores conteúdos a respeito da ciência dos dados aplicada ao contexto empresarial? Então, não deixe de assinar nossa newsletter para receber as nossas novidades.