Saber utilizar as informações do mercado, entender a complexidade do ambiente externo e compreender as ações da concorrência são base para desenvolvimento da inteligência competitiva. Mas por quê e como utilizá-la? Descubra neste artigo.

Se você conhece relativamente bem a sua empresa, mas sabe pouco do seu concorrente, fatalmente perderá essa batalha. De fato, compreender o mercado como um todo é um fator decisivo para o sucesso.

Logo, a análise dos dados e a sabedoria empresarial são fundamentais para vencer a competição, antecipar os riscos e aproveitar as oportunidades. Mas você sabe como fazer isso corretamente?

A boa notícia é que a Inteligência Competitiva é uma aliada nesse processo e pode apoiar as tomadas de decisão. Por isso, neste artigo, separamos 5 motivos para você desenvolvê-la em seu negócio.

Curioso? Então siga com a leitura!
Afinal, o que é Inteligência Competitiva?

A Inteligência Competitiva — também chamada de Inteligência de Mercado — é, a grosso modo, um processo que utiliza a informação de maneira proativa com foco a conduzir uma melhor tomada de decisão — tanto operacional, quanto estratégica.

Mas calma! A Inteligência Competitiva não é uma espécie de espionagem ou um processo restrito a órgãos governamentais. Ela utiliza formas legais de obter informações e pode ser utilizada desde microempresas até grandes corporações.

Quer conhecer os principais motivos para desenvolver a Inteligência Competitiva nos negócios? Então, vamos a eles!

1. Tenha conhecimento do mercado

De fato, o mercado está em constante mutação. Todos os dias, diversos conteúdos são publicados e novos produtos são lançados.

Acompanhar todo esse fluxo de informação por meio da Inteligência Competitiva é uma forma eficaz de monitorar continuamente o mercado e, dessa forma, manter a empresa atualizada e preparada para ser mais ativa e menos reativa em suas estratégias.

2. Analise os seus concorrentes

Quando uma empresa conhece bem a sua concorrência, ela saberá como se posicionar no mercado para aproveitar as oportunidades. Além disso, ela não será surpreendida por novas estratégias da concorrência.

Nesse aspecto, a Inteligência Competitiva é extremamente importante para a captação de informações e melhor compreensão do comportamento do mercado.

Assim, a empresa saberá como antecipar-se aos riscos e oportunidades e ficará sempre um passo à frente dos concorrentes.

3. Desenvolva o planejamento do negócio

Obter informações relevantes é de suma importância para o planejamento. No entanto, neste aspecto a Inteligência Competitiva vai muito além da simples coleta de dados: ela trará aprendizado por meio das iniciativas, erros e acertos da própria empresa e da concorrência. Assim, a inovação é implantada com maior eficiência.

A maneira de chegar a esse objetivo é pelo conhecimento dos clientes e suas necessidades. Como sabemos, quando o consumidor tem os seus desejos supridos, ele se encanta — e a empresa consegue inovar com facilidade.

4. Realinhe e reverta a estratégia

A Inteligência Competitiva, de fato, auxilia nas operações e estratégias da empresa, além de apoiar o executivo responsável para que ele tome as decisões necessárias para evitar riscos e prejuízos.

Assim, estratégias que não apresentam resultados satisfatórios são realinhadas e revertidas para cumprir as metas da organização.

5. Faça coleta de dados

Por último, cabe reforçar: faça coleta de dados!

Tenha em mente que nós vivemos na Era da Conectividade. Isso possibilita que todos tenham acesso à diversos dados de mercado.

Entretanto, o que difere uma empresa pouco produtiva de uma vencedora é a capacidade de converter as informações em sabedoria corporativa. E isso pode ser alcançado por meio da Inteligência Competitiva.

Gostou deste artigo? Entendeu porque a Inteligência Competitiva deve ser desenvolvida em seus negócios? Então, continue lendo nosso blog e fique por dentro das principais inovações e tendências em Inteligência de Negócios.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta