Saiba como uma ferramenta de CRM pode te ajudar a gerar e converter leads!

Contar com uma ferramenta de CRM que seja capaz de gerir e converter leads é fundamental para que seus times de marketing e de vendas possam trabalhar juntos e de maneira mais assertiva, identificando o perfil de seus públicos e o momento certo de abordá-los.

Os hábitos de consumo estão em constante mudança, logo, sua empresa precisa ser capaz de identificar essas transformações a fim de alinhar sua comunicação e seus objetivos para manter-se relevante no mercado. Neste post nós abordaremos as características que uma ferramenta de CRM tem e como ela pode ajudar você a gerar e converter leads para a sua empresa.

Confira!

O que é uma ferramenta CRM e o que é um lead?

Uma ferramenta de Customer Relationship Management (CRM) é um software — ou aplicação — direcionado à gestão de relacionamento entre a empresa e seus clientes. Nela deverão constar todas as informações referentes ao perfil e às negociações de cada um.

Um lead, por sua vez, é uma pessoa que, por meio de algum canal, manifestou interesse por seus produtos ou serviços e que passou seus contatos e informações para a empresa. É importante compreender que um lead se difere de uma oportunidade, pois ela ocorre somente após a qualificação do lead.

Como um CRM pode gerar e converter leads?

Veja, abaixo, algumas das possibilidades que uma ferramenta de CRM oferece e como ela pode contribuir para esse processo.

Conhecimento de público e segmentação

Adotar uma ferramenta de CRM e alimentá-la constantemente com novas informações possibilita a geração de um conhecimento muito mais amplo sobre os diversos perfis de seus clientes — assim, você poderá verificar quais deles mais se aproximam do perfil de cliente ideal.

Por meio do CRM é possível, ainda, identificar características em comum entre os diversos clientes e segmentá-los de acordo com essas características e com o estágio da jornada de compra — tornando possível, assim, a elaboração de um funil de vendas altamente eficiente.

Geração de oportunidades e assertividade nas abordagens

Com esse grande volume de informações, fica muito mais fácil identificar quando um lead se torna uma oportunidade e a melhor forma de abordá-lo. Ao lidar somente com leads prontos para realizar uma compra, o seu time de vendas passará a trabalhar de forma otimizada, evitando a perda de tempo com leads imaturos.

Qualidade no atendimento

Ao acompanhar as necessidades de cada lead durante o processo de nutrição, a equipe de vendas terá uma gama de informações sobre cada cliente que permitirá a personalização do atendimento, o aumento da satisfação, um maior índice de fidelização e mais qualidade em cada contato com o cliente.

Além dessas funcionalidades, uma ferramenta de CRM completa oferece muitas outras opções — como status de propostas, histórico de compras e geolocalização dos clientes. Contudo, é preciso utilizar todas essas funções e atualizar sempre pois, caso contrário, sua base de dados ficará desatualizada e você perderá diversas oportunidades.

Adotar uma ferramenta de CRM em sua empresa, sem dúvidas, é uma excelente oportunidade para otimizar o desempenho das equipes de vendas e de marketing, aumentar seus resultados e melhorar a gestão de relacionamento de sua empresa.

Agora que você já sabe como uma ferramenta de CRM pode ajudar você a gerar e converter leads, assine a nossa newsletter e receba as melhores informações relevantes para a sua empresa na caixa de entrada do seu e-mail!

Geração millennial e o atendimento ao cliente: 4 principais mudanças

A geração millennial, definitivamente, mudou todos os processos de atendimento ao cliente. Também conhecida como geração Y, ela compreende os nascidos entre os anos 80 e os anos 00, apesar de ter algumas correntes que afirmam que seja até os anos 90.

As principais características dessa geração são sua alta familiaridade com a internet — afinal, eles cresceram junto com ela —, seu imediatismo, seu alto nível de engajamento com questões sociais e a constante utilização das redes sociais.

Nesta postagem, abordaremos quais foram as principais mudanças que essa geração forçou as empresas a realizarem para poder atendê-los cada vez melhor e se manterem competitivas no mercado. Confira!

1. Agilidade no atendimento

Como dissemos, essa geração é extremamente imediatista e deixá-los esperando por uma resposta, ou demorar em fornecê-la, sem dúvida, poderá gerar diversos problemas para a sua empresa e uma chuva de comentários negativos nas redes sociais.

Segundo uma pesquisa da Convince & Convert, os millennials esperam ter uma dúvida respondida em até uma hora. Se essa dúvida foi encaminhada pelas redes sociais, esse tempo cai para 10 minutos.

Utilizar as redes sociais como um canal de atendimento é uma excelente opção para aumentar a velocidade de resposta, além de ser um ambiente onde eles sempre se sentem altamente confortáveis.

Definitivamente, repetições e burocracias não agradam em nada a essa geração, por isso, investir em assistentes virtuais inteligentes e chatbots são uma saída muito viável.

2. Personalização no atendimento

Não basta ser rápido, o atendimento deverá ser cada vez mais personalizado. Os millennials esperam ser tratados como seres únicos e, para conseguir prestar esse tipo de atendimento, as empresas precisam adotar um sistema CRM o quanto antes.

A solicitação repetitiva de informações sobre eles e que podem ser facilmente obtidas pelas empresas é algo que os tira do sério.

As famosas “cold calls” e repostas padrões são vistas como impessoais e os fazem pensar que a empresa não os ouve e não se importa com eles.

3. Experiência omnichannel

A geração Y está acostumada a iniciar uma compra pelo celular, passar para um notebook e, mais tarde, finalizá-la pelo tablet. Apesar dessa constante troca de equipamentos, eles esperam ter uma experiência única e contínua, independentemente de onde o processo se iniciou.

Para isso, as empresas deverão se preparar para recebê-los. Investir em um site responsivo e que funcione nos mais diversos gadgets e sistemas operacionais é fundamental. Eles são a geração da mobilidade e a sua empresa precisa acompanhá-los.

4. Facilidade e comodidade

Outra característica marcante dessa geração é a exigência de facilidade e comodidade ao se buscar por um atendimento. Eles utilizam as redes sociais com muita frequência e, para eles, nada mais natural do que falar com as empresas por meio delas.

O preenchimento de formulários intermináveis e com informações que sejam desnecessárias os faz desistir de uma simples compra e seguir para um de seus concorrentes.

Sem dúvida, a geração millennial é a geração da hiperconectividade e, se você deseja que a sua empresa seja vista como atualizada e relevante, você precisa adequar o seu atendimento ao cliente para agradá-los.

Quer ficar por dentro de mais informações superlegais como estas? Assine o nosso newsletter e receba as melhores dicas em seu e-mail!

Projeto de BI: como ter sucesso ao implementar?

Um projeto de BI de sucesso tem como objetivos agilizar o processo de geração de indicadores, disponibilizando dados de forma simples e intuitiva, e propiciar um ambiente mais seguro para a tomada de decisões baseadas em dados.

Contudo, ao implementá-lo, existem alguns pontos que precisam ser observados, como as reais necessidades da empresa, os objetivos a serem alcançados com o projeto e o preparo de todas as equipes para utilizar a ferramenta.

Neste artigo, abordaremos quais são esses pontos que garantem o sucesso da implementação de um projeto de Business Intelligence. Confira!

Identifique as necessidades de sua empresa

Antes de pesquisar por soluções de BI para a sua empresa, é preciso ter um profundo conhecimento sobre quais são as necessidades de cada área de negócio em relação a um projeto de BI.

Para isso, levante-as junto de cada setor e verifique a relevância de cada uma das solicitações para a estratégia da empresa, pois, caso contrário, você contratará uma ferramenta que não supre suas necessidades, ou que possui funcionalidades desnecessárias.

Decida quais indicadores que serão mensurados

Todo tipo de informação sobre sua empresa é importante, mas quais são as informações que possuem relevância para o processo de gestão e tomada de decisões? Ao responder a essa pergunta, a definição dos indicadores a serem acompanhados se torna mais fácil.

É verdade que, por meio de um projeto de BI, tudo pode ser mensurado, mas a questão é se vale a pena mensurar tudo. Escolha os indicadores que representam informações fundamentais e que servem como base para avaliar o desempenho de um setor ou processo.

Avalie o TCO da solução

Atualmente, existem diversas de ferramentas de BI que atendem aos mesmos objetivos de negócios. Porém, elas possuem com características específicas de contratação, por exemplo, algumas ferramentas podem cobrar por usuário, outras por servidor independentemente da quantidade de licenças.

A modalidade de comercialização também deve ser levada em consideração. Algumas ferramentas vendem as licenças, outras comercializam o software como serviço. Outro ponto importante a considerar é o investimento em hardware e o custo de expansão.

Considerando estas variáveis, calcular o TCO (Total Cost Of Ownership) da solução é fundamental durante o processo de seleção.

Envolva toda a equipe e explique as metas

Uma das maiores falhas na implantação de um projeto de BI, independentemente do tamanho da empresa, é ignorar o fator humano durante o processo.

Para se alcançar o sucesso, é preciso envolver todas as equipes no processo de implantação, explicar quais serão os benefícios que a ferramenta trará para cada setor e para a empresa e capacitá-los por meio de treinamentos para operar a ferramenta.

Outro ponto de extrema importância é o apoio e a participação ativa da alta gestão durante todo o processo. Se a empresa possui uma cultura de inovação incutida em seus colaboradores e gestores, não existirá muita resistência ao projeto. Contudo, se a empresa é mais tradicionalista e seus colaboradores possuem certa aversão ao uso de novas tecnologias, o processo poderá se complicar.

Independentemente do cenário cultural de sua empresa, contar com uma empresa especializada em BI para realizar a implantação do projeto é essencial, pois ela saberá identificar quais são as necessidades de sua empresa e indicar as soluções mais adequadas.

Agora que você sabe um pouco mais sobre como ter sucesso na implantação de um projeto de BI, que tal descobrir como escolher a ferramenta de Business Intelligence ideal para sua empresa?

Você sabe o que é alfabetização de dados? Entenda aqui!

A alfabetização é conhecida pela maioria das pessoas como um processo de aprendizagem aplicado ao conhecimento das letras, visando à comunicação e à escrita. No entanto, além disso, grande parte dos processos empresariais envolve dados que devem ser decifrados e compreendidos para a definição de metas e estratégias. Nesse contexto, nasce a alfabetização de dados.

Essa atividade requer conhecimentos específicos. Portanto, o profissional deve possuir competências e habilidades relacionadas, por exemplo, à estatística e à matemática.

Ao longo deste artigo, abordamos a importância da interpretação de dados para a rotina de uma organização e destacamos a relevância da cultura da alfabetização de dados para a sua empresa. Boa leitura!

Qual a importância da alfabetização de dados nas empresas?

Os dados são elementos dos mais importantes na era digital, determinantes para as estratégias de comunicação corporativas. A razão disso é que, por meio deles é possível desenvolver um planejamento mais preciso, a fim de tomar melhores decisões e definir táticas eficazes para a empresa.

Sendo assim, a alfabetização de dados se torna de grande importância para executar as operações da organização. Já que quando existe um amplo conhecimento sobre os dados, a empresa pode avaliar quais ações devem ou não ser implantadas.

Com o passar do tempo, muitas empresas perceberam que investir na alfabetização de dados gera inúmeros benefícios. Ao saber extrair corretamente as informações, a equipe pode acionar novas ideias, buscar soluções e identificar os interesses do seu público.

Sendo assim, a sua empresa terá um direcionamento melhor na realização de seus processos, pois, de fato, haverá uma compreensão detalhada para verificar se as estratégias implementadas realmente estão atingindo os resultados pretendidos.

Por que é necessário implantar a cultura de alfabetização de dados?

Introduzir esse tipo de cultura em sua organização significa que ela contará com profissionais aptos a decifrar informações cruciais para o êxito de suas operações. Isso porque os dados estão presentes na maioria dos processos empresariais e agregam informações valiosas para todas as áreas (marketing, financeiro, logística, entre outras).

Por isso, é necessário que as empresas compreendam que todos os seus colaboradores devem ser capazes de identificar e transformar as informações em diretrizes para traçar medidas eficazes que possam aumentar a qualidade dos serviços prestados e/ou dos produtos comercializados, satisfazendo e fidelizando os clientes.

Como visto, a alfabetização de dados é um recurso que ajuda a aprimorar o desenvolvimento dos negócios. É possível encontrar, no mercado atual, sistemas capazes de elaborar dados. Porém, de nada adiantará o suporte tecnológico se não houver condições para a correta interpretação das informações.

Como a alfabetização de dados impacta a cultura corporativa?

A inserção dessa prática na cultura da empresa assegura que apenas informações concretas e relevantes sejam aplicadas nas táticas de negócio. Afinal, sem uma compreensão do que é necessário criar, melhorar ou remover, a sua empresa será prejudicada ante a acirrada competitividade do mercado.

A alfabetização de dados deve ser uma prioridade e uma preocupação constante a todos os gestores dada a sua utilidade para coletar dados e transformá-los em informações estratégicas para a geração de crescimento, valor e excelentes resultados para a sua organização.

Gostou do artigo? Então, assine a nossa newsletter e se mantenha atualizado com os melhores conteúdos!

Case de sucesso: R Brasil Soluções migra para o Power BI

Após três anos da introdução do software de Business Intelligence Qlikview, a R Brasil Soluções se deparou com um problema: a empresa triplicara o faturamento e o número de clientes, mas precisaria aumentar a capacidade da ferramenta de análise de dados para manter o crescimento.

Orientada pela política de investimento nas mais avançadas tecnologias de mercado, e de utilização consciente de recursos, a solução encontrada foi migrar a base de informações para o Power BI, ferramenta desenvolvida pela Microsoft baseada na nuvem. Com apoio da Trinity, a R Brasil Soluções transportou todos os dados para esta nova plataforma, em que o custo para a expansão é menor e as funcionalidades são equivalentes às do Qlikview.

Neste post, você vai entender como transcorreu a transição entre os sistemas de BI e quais as vantagens que a R Brasil Soluções vem obtendo a partir da mudança. Boa leitura!

O processo de migração para o Power BI

Atuante no mercado de recuperação de crédito, a R Brasil Soluções é responsável por fazer a cobrança de clientes em dívida com empresas dos mais diferentes segmentos de mercado. Para realizar essa tarefa com eficiência, a empresa precisa detectar, a partir da análise de diversos dados, a maneira de abordagem conforme o perfil de cada consumidor.

A primeira fase de migração aconteceu da transição das planilhas de Excel e das tabelas dinâmicas para o software Qlikview. Já nessa etapa a R Brasil Soluções contou com o apoio da Trinity. “Aquela foi a maior mudança, porque agora, com a atualização para o Power BI, a empresa já estava acostumada com o apoio da ferramenta”, relembra Marcelo Moreti, executivo de CRM e BI da Trinity.

A expansão da empresa exigia que a R Brasil Soluções aumentasse o número de usuários do software de 20 para 100. Depois disso, em cada novo aumento de operação, seria necessário um servidor mais potente e mais pacotes de licenças se continuasse com o Qlikview.

“Assim, decidimos que esse software não nos atendia mais, porque era inviável financeiramente”, relata Carlos Feist, gerente de planejamento estratégico e projetos da R Brasil Soluções.

Pesquisa e avaliação

Decidido a substituir a ferramenta, Feist iniciou um trabalho de pesquisa e avaliação dos softwares disponíveis no mercado. O gestor chegou a considerar sistemas de código aberto (open source), mas avaliou que o custo de introdução também não seria possível.

“O investimento para desenvolvimento e em pessoal acaba sendo alto também. Além de gastarmos muito com mão de obra, também perderíamos muito tempo e não teríamos a mesma segurança de uma plataforma como a Qlikview”, diz.

Por sugestão da Trinity, Feist chegou até o Power BI. Ele fez um treinamento para compreender as funcionalidades do software e percebeu que elas atenderiam às necessidades da R Brasil Soluções.

“Será que ele aguenta?”

Marcelo Moreti, da Trinity, lembra que a principal dúvida era se o Power BI conseguiria dar conta do grande volume de dados processados pela R Brasil Soluções. O questionamento existia porque o software está baseado na nuvem. Após testes, verificou-se que o programa daria conta de todos processamentos.

A partir do aval técnico, a R Brasil Soluções e a Trinity iniciaram a substituição dos softwares. “A migração foi muito simples, foi uma evolução, nossa empresa cresceu e contamos agora com um BI melhor”, comemora Feist.

“Como justificar a troca com todo o investimento que já foi feito na outra ferramenta?”

Após a análise técnica da ferramenta, os olhos se voltaram novamente para o financeiro e todo o investimento que já havia sido feito na outra ferramenta, não parecia fazer sentido. Após o cálculo do TCO para a manutenção da ferramenta atual pelos próximos 5 anos, considerando os  valores de suporte e evolução tecnológica, e os valores para a migração das aplicações com a aquisição do mesmo número de usuários para o Power BI, a conta já fechava, “no cenário atual, já era mais barato migrar para o Power BI do que continuar com o Qlikview, se considerássemos também os valores da expansão das licenças, somente o licenciamento inicial pagaria quase 10 anos de Power BI”, ponderou Feist.

Os benefícios da troca

Passado o período de implementação do Power BI, a R Brasil Soluções já conseguiu identificar os pontos em que a empresa tem sido beneficiada pela troca. A primeira questão, que deu suporte para a mudança, foi que o novo software não perderia em funcionalidades para o anterior. Era fundamental para a empresa continuar com análises do banco de informações de seus clientes. Confira os outros avanços:

Acesso mobile

A primeira grande vantagem do Power BI em relação ao Qlikview é o acesso mobile. Isso é possível graças ao aplicativo com layout responsivo. Por meio do smartphone, a equipe da R Brasil Soluções consegue monitorar a carteira de clientes e o andamento dos processos. “Hoje está todo mundo com celular sempre na mão consultando os indicadores a qualquer momento”, afirma Feist.

Utilização consciente de recursos financeiros

A questão financeira também motivou a troca de software. O alto custo para a expansão do Qlikview impactaria no orçamento da R Brasil Soluções e, consequentemente, poderia inviabilizar investimentos em outras áreas. A migração para o Power BI permitiu o aumento do número de licenças atuais e trouxe condições para que a empresa avance no futuro sem a necessidade de um aporte tão grande de recursos quanto teria de fazer se continuasse com o Qlikview.

Flexibilidade para expandir no futuro

Ao contrário do Qlikview, o Power BI não precisa de investimento em servidor em caso de aumento de demanda no futuro. A contração acontece sob demanda. Assim, se a R Brasil Soluções precisar aumentar o número de licenças para além das 100 já adquiridas, o fará com muito mais facilidade e investimento muito menor.

Integração com a Cortana e outras facilidades

O Power BI possui ainda algumas funcionalidades que integram a ferramenta ao dia a dia de quem a utiliza. Um exemplo é a ligação com a Cortana, assistente virtual disponível para o Windows 10. O Power BI ainda dispara alertas ao celular e ao e-mail, conforme dados do dashboard forem alterados.

A atuação da Trinity na transição

A Trinity atua em parceria com a R Brasil Soluções desde o processo de migração das planilhas dinâmicas para o primeiro software de BI. Quando o modelo atual se esgotou, a Trinity foi responsável por sugerir a adoção do Power BI.

A partir das análises da capacidade do volume de dados e da viabilidade financeira da introdução do Power BI, coube a Trinity iniciar o desenvolvimento da adaptação da ferramenta às necessidades da R Brasil Soluções.

“A Trinity sempre nos ajudou em tudo que precisávamos. Sempre contato quando tenho alguma dúvida ou não consigo entender algo da plataforma. O suporte é sempre rápido, nunca me faltou auxílio e nem atenção deles”, elogia Feist, da R Brasil Soluções. A empresa atua regularmente como consultora, indicando novas tecnologias e funcionalidades que chegam ao mercado.

Como pudemos observar, a transição do Qlikview para o Power BI ocorreu de maneira tranquila para a R Brasil Soluções. Com o apoio de uma empresa especializada, como a Trinity, a empresa teve condições de conhecer diversas ferramentas e optar por aquela que melhor se adequava à realidade do negócio. Assim, o plano de expansão da empresa não precisou ser postergado e ela continua competitiva no mercado.

E você, se interessou pelo Power BI? Que tal testar o software e ver como ele pode contribuir para otimizar o seu negócio? Faça o download gratuito e comece agora mesmo!