Entenda a importância dos dashboards no gerenciamento de crises

Qualquer organização passa por momentos de crise e isso é completamente natural. Essa crise pode se desenvolver por causas internas ou também externas (como quando há uma crise financeira no país ou uma mudança na legislação que afete, diretamente, o nicho do negócio). Por isso, é essencial que a empresa tenha um plano para o gerenciamento de crises.

Atualmente, as crises podem acontecer com certa frequência, especialmente por conta das redes sociais. Um comentário mal interpretado pode danificar a marca e reparar a imagem institucional pode ser difícil e levar muito tempo.

Para gerenciar a crise a melhor forma possível, é necessário ter uma equipe preparada para isso. Ela pode ser interna ou terceirizada, como acontece normalmente. Nesses casos, é preciso agir rápido e de forma certeira, evitando prejuízos maiores.

A melhor forma de agir e ser prático é utilizando ferramentas apropriadas e padrões previamente estabelecidos. Nesse cenário, o uso dos dashboards pode ser um grande aliado. Entenda o porquê!

O que são dashboards?

Os dashboards – ou painéis de controle – possuem a finalidade de ajudar a equipe a visualizar os dados e informações mais relavantes da empresa de forma mais clara, visual e intuitiva, facilitando a tomada de decisões. Construídos através de ferramentas de Business Intelligence, também ajudam a identificar quais são os padrões e as tendências dos números da empresa em relação a cenários internos e externos.

Os dashboards são desenvolvidos com base em KPIs (Key Performance Indicators). Uma vez definido o limiar de cada indicador de performance torna-se possível monitorar mais de perto, e em tempo real, a sua variação permitindo uma gestão mais eficiente da operação através da capacidade de responder rapidamente a possíveis crises e danos.

Dashboards e o gerenciamento de crises

Fácil identificação

Quando ocorre qualquer anormalidade nos dados monitorados — movimento que costuma acontecer em meio a uma crise — o dashboard consegue mostrar isso de maneira mais clara e visual, por meio dos gráficos, sinalizadores e alertas. Dessa forma, a equipe pode começar a se movimentar para evitar os problemas antes que eles cresçam.

Aqui é possível analisar diversos fatores: as palavras mais utilizadas pelos usuários, as mídias sociais mais acessadas, os horários de maior pico, a geolocalização, entre outros dados importantes.

Atualização em tempo real

Vivemos em um mundo no qual tudo muda muito rápido, por isso, ter informações atualizadas em tempo real é de vital importância para o controle de danos quando possíveis crises internas ou externas são identificadas pela empresa.

Essa rapidez com que as informações são atualizadas, permite que a equipe se antecipe aos problemas e possa fazer o gerenciamento de crises de forma muito mais rápida.

Criação e análise de possíveis cenários

Imagine que sua empresa queria adotar uma nova estratégia ou um plano de ação para tratar um problema conhecido. Com um bom dashboard é possível criar hipóteses e, com base nos dados históricos da empresa obtém-se alguns cenários e seus possíveis impactos.

Análises preditivas

Outra aplicação dos dashboards no gerenciamento de crises é a capacidade de fazer análises preditivas. Diferentemente da previsão de cenários, as análises preditivas vão dizer, com base no comportamento, variação e histórico dos dados, o que deve acontecer no próximo mês, semestre ou ano. Com isso é possível identificar exatamente para onde a empresa está indo ou de que forma as ações de controle da crise estão resultando.

Se você gostou deste artigo, talvez se interesse pelo curso Criação de Dashboards e Relatórios para BI. Confira!

Power BI Desktop: saiba o que é e quais os benefícios de usá-lo

Há algum tempo já é possível encontrar pela internet inúmeros artigos, notícias e comentários sobre o Power BI, relacionando-o a conceitos como Business Intelligence e análise de dados em tempo real.

Para ajudar você a se localizar em meio a tantas soluções e ferramentas inovadoras, apresentaremos, ao longo deste artigo, uma visão geral sobre o Power BI, bem como os benefícios que sua implementação pode gerar aos negócios. Se você tem interesse nesse assunto, não deixe de conferir. Acompanhe!

O que é Power BI?

O Power BI é a solução de Business Intelligence da Microsoft que permite unificar diferentes fontes de dados (mais de 65), para modelar e analisar grandes quantidades de informações, apresentando-as por meio de dashboards e relatórios. Isso permite que os resultados das análises sejam consultados de maneira muito fácil e intuitiva.

Tais análises de dados permitem que eles sejam compartilhados por muitos usuários de uma mesma empresa ou organização. Dessa forma, CEOs e demais líderes empresariais podem dispor, de uma só vez, das informações mais relevantes sobre os seus negócios em tempo real.

Como funciona essa ferramenta?

O Power BI pode unificar todos os dados da sua organização e, também, os provenientes de fontes externas, estejam eles armazenados na nuvem ou localmente.

Isso significa que você pode usar informações do seu próprio Excel, Dynamics CRM, Dynamics NAV, SAP, MailChimp, Salesforce, Facebook, Google Analytics, SQL Server ou dados externos. Por exemplo, dados do IBGE, do Banco Mundial, do SPC e um longo “etecetera”.

Toda essa multiplicidade de fontes de informações assegura que você tenha todos os dados da sua empresa ao seu alcance e em uma única visualização. Uma das principais implicações é poder avaliar, rapidamente, pontos fortes e fracos, além de crescimentos e oportunidades.

Isso traz economia de tempo e, consequentemente, permite que você se concentre em seu core business e em tomar as decisões certas.

Como o Power BI é usado nas empresas?

Por meio do Power BI Desktop, os usuários, com alguns conhecimentos básicos em banco de dados e Excel avançado, podem criar dashboards, gráficos e relatórios de acordo com as suas necessidades. E assim, de forma personalizada e com os dados preparados (modelagem), eles só terão que escolher e arrastar os tipos de gráficos que desejam que apareçam no relatório ou dashboard.

Além disso, o Power BI inclui chamadas de perguntas e respostas com linguagem natural, isto é, sem tecnicalidades desnecessárias. Então, apenas escrevendo “Vendas São Paulo 2018”, podemos ver quais foram as vendas daquele período e região. E tudo isso pronto para projetar construir e usar os dados, a fim de obter informações precisas e acionáveis.

Quais os principais benefícios de utilizar o Power BI?

Há muitos benefícios em utilizar o Power BI e, na prática, sua gama depende das especificidades de cada organização e das características gerais do seu segmento de atuação. Entretanto, há alguns que são quase que universalmente válidos e, por isso, merecem especial destaque. Por exemplo, a ferramenta conta com um aplicativo nativo para celular.

Sendo assim, os usuários podem baixar, em seus smartphones (sejam Android ou iOS), o aplicativo em questão e, com ele, transportar seus dados e relatórios, consultando-os sempre que for preciso. Ao utilizar essa solução, você será capaz de visualizar tudo o que mais interessa, por exemplo:

·        fluxos de caixa;

·        número de oportunidades de negócios;

·        pedidos e suas faturas;

·        a localização geográfica (com o auxílio de mapas) de cada uma de suas vendas;

·        indicadores de performance;

·        acompanhar o andamento das campanhas de marketing, entre outros.

Em suma, o Power BI Desktop auxiliará você a criar e projetar objetos visuais enriquecidos a partir dos dados de sua empresa, sem grandes complicações ou artifícios. Isso poderá ser muito relevante para o crescimento da organização.

Interessado em aprender mais sobre o Power BI? Faça o curso Por Dentro do Power BI e torne-se um expert na ferramenta. Você também pode levar o curso para sua empresa. Quer saber como? Entre em contato.

Saiba como o BI pode auxiliar a gestão logística

Na gestão logística, inteligência de dados é fundamental para a tomada de decisões mais acertadas e fundamentadas, construindo processos e estratégias que tragam resultados para a empresa. Com a aplicação de conceitos e ferramentas de Business Intelligence (BI), é possível entender, em tempo real, informações e necessidades da empresa de forma fácil e eficiente.

No entanto, muitas empresas ainda não aplicam esse tipo de ferramenta em suas rotinas e processos, já que esse ainda é um assunto menos conhecido e que vem ganhando espaço nas discussões há pouco tempo.

Explicamos agora como o BI pode auxiliar na gestão logística e apontamos algumas das vantagens desse tipo de aplicação de inteligência dentro da empresa. Confira agora!

O BI auxiliando na gestão logística

O conceito básico das aplicações de BI é oferecer indicadores claros de desempenho do negócio avaliado, por meio de métricas obtidas pelo cruzamento e análise das informações, permitindo que as decisões sejam baseadas em análises inteligentes e dados concretos, garantindo resultados melhores.

Além de agilizar a análise de dados críticos, as aplicações de BI na gestão logística permitem controlar a qualidade e performance da operação além de aperfeiçoar processos, uma vez que falhas humanas e operacionais ficam evidenciadas através do monitoramento e análises dos dados.

As vantagens da aplicação de BI na gestão logística

Além do BI auxiliar nos processos de gestão logística, existem algumas outras vantagens que sua adoção pode trazer para sua empresa. Confira!

Integração de elementos de gestão

Um dos fatores mais importantes para a gestão logística é a integração entre os setores e a obtenção de informações claras e precisas, sendo que a aplicação de BI garante que dados de diversos setores sejam cruzados e agrupados de forma eficiente e automática com o objetivo de gerar análises e visões mais inteligentes do negócio.

Análise de dados em tempo real

Outra vantagem que o uso de BI oferece está na análise das informações e dos dados em tempo real, permitindo identificar situações, problemas, riscos e necessidades de forma quase que instantânea a partir de parâmetros e indicadores de qualidade monitorados. Dessa forma a empresa se torna mais competitiva uma vez que consegue agir rapidamente no controle de possíveis danos.

Apoio à tomada de decisões

Por último, é importante destacar que a tomada de decisões na gestão logística exige agilidade, precisão e eficiência, o que é potencializado pela análise precisa dos dados que pode se tornar ainda mais sofisticada através do cruzamentos de diferentes fontes – internas e externas – como, por exemplo, dados de trânsito, dados de clima, entre outros dados públicos ou privados que interferem nas operações logísticas.

A avaliação dos resultados para compreender o desempenho da ferramenta de BI

Ao adotar uma ferramenta de Business Intelligence para apoiar as estratégias de gestão logística, não basta confiar na escolha do melhor sistema para as operações do dia a dia, já que a tomada de decisões deve ser fundamentada nos resultados obtidos e em análise detalhada e cuidadosa das melhorias oferecidas pela sua adoção.

Para isso, é interessante entender como a ferramenta de BI auxilia nos processos gerenciais e de análise estratégica dentro da gestão logística, comparando os resultados obtidos antes da aplicação e medindo os impactos que sua utilização trouxe, através do monitoramento de métricas claras de sucesso e de potenciais melhorias.

O que você achou de entender como a aplicação de ferramentas e conceitos de BI pode auxiliar na gestão logística? Se você gostou do conteúdo e deseja se manter atualizado, aproveite e assine nossa newsletter!