3 dicas essenciais para a gestão de crises no seu negócio

Em meio ao mundo globalizado, qualquer falha mínima ou qualquer situação que pareça estranha à empresa pode eclodir numa crise de reputação e impactar negativamente a marca em longo prazo. Portanto, a existência de um plano estratégico de gestão de crise é essencial para abordar e impedir qualquer circunstância adversa que afete uma organização.

O processo de transformação de dados e informações em conhecimento para fins de utilização em estratégias de tomada de decisão, de modo que elas sejam baseadas em informações consistentes, atualizadas e altamente precisas é conhecido por Business Intelligence (BI).

Neste artigo, vamos entender como agir corretamente nos momentos de crise empresarial e como o BI pode ajudar a implementar as ações corretas. Vamos lá?

1. Identifique o problema

A primeira coisa que deve ser feita para identificar uma crise é diferenciá-la de outros incidentes que possam ocorrer. Para isso, entenderemos a crise como situações internas ou externas, previsíveis ou não, que colocam em risco a imagem, a ação e os relacionamentos dentro e fora da organização.

O primordial é reconhecer a existência de um problema que necessita de solução. É essencial avaliar sua gravidade, pois somente isso pode determinar que ações são necessárias e quando precisam ser tomadas. Os gerentes precisam analisar constantemente os dados disponíveis, que são facilmente administrados com um sistema de BI.

Assim, poderão detectar falhas de gestão, necessidade de mudanças estratégicas, desvios produtivos, entre outros fatores que podem causar uma crise. Identificar falhas cometidas no passado também é importante, pois nos permite trabalhar preventivamente para o futuro.

2. Envolva os colaboradores na gestão de crise

Nunca sabemos de onde vem as ideias que podem nos ajudar a superar a situação de crise. As pessoas que conhecem o dia a dia do trabalho são as que estão em melhores condições para encontrar soluções que nos permitam melhorar e atingir os objetivos que queremos alcançar.

Os colaboradores estão aptos a trabalhar em um Diagrama de Causa e Efeito, ferramenta muito importante para detectar a origem dos problemas e definir o grau de urgência das ações a serem tomadas.

3. Elabore um plano de ação eficiente

Depois de entender a importância de ter boas estratégias de gerenciamento de crise de negócios, o próximo passo é criar seu próprio plano de ação. Antes disso, podem surgir várias questões, como: quais fatores considerar, o que fazer primeiro, quem deve ser responsável, quais recursos serão necessários, entre outros.

Como decisões podem destruir um negócio, é essencial que se tenha à disposição informações confiáveis ??e atualizadas.

Mais uma vez o BI entra em cena com dados e estatísticas consolidados que permitem uma revisão dos processos internos da empresa e a identificação dos pontos mais críticos a serem tratados com rapidez e eficiência.

O Business Intelligence é cada dia mais indispensável nas organizações. Somente com informações atualizadas podemos tomar decisões estratégicas e diligentes para obter bons resultados. Muitas vezes, a escassez de informação é a principal responsável pelos tempos de crise nas organizações, por isso é essencial escolher um bom sistema de administração de dados.

Gostou do nosso conteúdo? Se você pretende implantar o Business Intelligence para ter mais eficiência na gestão veja Tudo o que você precisa saber antes de implementar uma ferramenta de BI

Prever tendências e antecipar decisões: saiba como usar o BI a seu favor!

O mercado dinâmico gera uma demanda cada vez mais intensa sobre os analistas de dados. A pressão por resultados e agilidade é muito grande, uma vez que é preciso
mensurar o trabalho, integrar informações e buscar suporte para tomadas rápidas de decisão.

Além de tudo isso, o ideal é ser proativo e prever tendências, a fim de preparar a companhia para o que pode acontecer e otimizar as decisões. Por essa razão, é fundamental conhecer uma ferramenta que auxilie em todas essas necessidades.

Neste artigo, falaremos sobre o Business Intelligence (BI) e como você pode utilizá-lo a seu favor. Confira!

O que é Business Intelligence?

O Business Intelligence é um conjunto de ferramentas que auxiliam na análise de dados e na tomada de decisão. Elas são responsáveis por integrar informações de diferentes fontes, uni-las de forma lógica, encontrar padrões e fornecer insights para a gestão. Ou seja, compreendem a coleta, análise, organização e monitoramento dos dados.

O objetivo é fornecer apoio aos gestores com mais inteligência e agilidade para a liderança do negócio. Assim, é possível estudar melhor as informações relevantes e optar por escolhas saudáveis, que sustentem a continuidade da empresa.

O BI envolve painéis de controle que facilitam a visibilidade dos indicadores e ajudam a eliminar pontos cegos. Com ele, os líderes conseguem alcançar um gerenciamento ideal, adequado às demandas do mercado moderno.

Como o BI ajuda a prever tendências?

Veja, a seguir, alguns pontos que demonstram o papel do BI em uma empresa.

Monitoramento do mercado e concorrentes

O BI é interessante para monitorar dados de mercado e integrar informações da empresa com dados de fontes públicas. O objetivo disso é melhorar ainda mais a antecipação de problemas e oportunidades, a fim de preparar ações proativas. É possível, também, estudar o que os concorrentes têm feito e conseguir insights para melhoria dos produtos/serviços.

Se encontrar alguma fonte de lucro, por exemplo, os gestores podem direcionar os esforços e investimentos a fim de alcançar isso. Caso encontrem algum risco, conseguem trabalhar em ações de prevenção antes da situação se tornar incontrolável.

Análise histórica do comportamento de clientes e prospects

Da mesma forma, o BI permite uma análise completa do comportamento de clientes e prospects. Com esses dados, a empresa consegue prever tendências de compra e criar bases para testar cenários que possam agradar os consumidores.

Esse conhecimento é importante para otimizar o relacionamento com as pessoas, uma vez que a companhia as conhece melhor e pode pensar em estratégias efetivas para satisfazer suas necessidades.

Monitoramento dos indicadores de sucesso do negócio

Se o objetivo é mensurar os resultados do negócio e monitorar os indicadores de sucesso para ajustar pontos necessários, o BI também é a ferramenta certa. O Business Intelligence possibilita que a gestão estude os processos, identifique erros e planeje alterações de acordo com os objetivos traçados. Isso ajuda a fortalecer a comunicação com a equipe e alinhar o trabalho de todos.

Identificação de desvios e falhas em tempo real

Outra vantagem do BI é a mobilidade. Os sistemas podem ser acessados a qualquer momento e em qualquer dispositivo, o que favorece a análise ágil e rápida dos processos.

Assim, é possível prever tendências e estudar ações proativas em tempo real, sem perder o que está acontecendo. Além disso, a gestão consegue identificar erros no momento em que tudo ocorre, sem deixar que acumulem e se tornem maiores.

Como a Trinity pode ajudar?

A Trinity Relationship Strategy é focada em inteligência de negócios e gestão do relacionamento com clientes, e uma ótima opção para empresas que buscam soluções personalizadas de BI permitindo que você extraia os seus dados e integre diferentes fontes a fim de conseguir insights valiosos de negócio.

Com o nosso apoio, sua companhia será capaz de desenvolver relatórios claros e explicativos, painéis de controle dinâmicos e interativos, bem como outras aplicações personalizadas para antecipar cenários e se preparar inteligentemente para o futuro.

O Business Intelligence é um conjunto de aplicações poderosas que viabilizam decisões rápidas e eficientes, com uma visão completa do negócio. Assim, a organização consegue prever tendências e otimizar a gestão, reduzindo a incidência de erros.

Gostou do conteúdo deste artigo? Entre em contato conosco e entenda mais sobre como levar uma solução de BI para sua empresa.

Porque você deve abandonar o excel ao fazer a gestão financeira do seu negócio

Utilizar a planilha do Excel já foi a melhor saída para a gestão financeira das empresas, mas não é mais suficiente. Afinal, as demandas atuais são complexas, e a necessidade por mobilidade, segurança e dinamismo é ainda maior.

Tudo ocorre em tempo real, e os gestores precisam tomar decisões em poucos minutos. Por isso, é preciso atentar para as desvantagens dessa ferramenta e buscar outras soluções.

Se você busca melhorar a análise de dados de sua companhia, com mais rapidez e precisão, contando com a colaboração de todos, acompanhe as informações deste artigo!

Importância do controle e eficiência na gestão financeira

Quando tratamos de gestão financeira, é importante ter muito cuidado. A saúde das operações depende disso, bem como a continuidade da empresa, como um todo. O gerenciamento correto das finanças vai permitir que a companhia solucione os problemas diários, honre seus compromissos e planeje investimentos para o futuro.

Um erro em uma dessas análises pode ser fatal para as finanças. As falhas ainda podem se acumular e gerar transtornos maiores e incontroláveis. Para evitar que problemas cresçam, é importante obter visibilidade dos processos, a fim de realizar ajustes.

Por isso, é importante monitorar as informações e acompanhar os resultados, além de buscar um controle maior a fim de tomar decisões efetivas. Assim, é possível evitar erros e intervir em problemas de maneira eficiente.

Por mais que o Excel tenha sido usado por muito tempo, percebe-se que o software não atende mais esses requisitos. Quem procura controle e melhores resultados na gestão precisa, então, migrar para soluções mais robustas.

Desvantagens de usar Excel

Para que fique clara para você a necessidade dessas novas soluções, vamos demonstrar mais algumas desvantagens do uso desse sistema.

Dificuldade no gerenciamento

Por se tratar de uma ferramenta manual, o Excel apresenta algumas dificuldades de uso. As alterações nos dados só são feitas manualmente, o que pode gerar erros e gargalos operacionais.

Ou seja, o software não oferece opções de automação e integração em tempo real com outras fontes, e essa limitação é prejudicial para a velocidade das operações. Ademais, quanto mais complexa a planilha, mais difícil é manipular o documento.

Falta de mobilidade

Mobilidade é uma necessidade e uma obrigação em nossos dias. É preciso analisar dados e tomar decisões em qualquer momento e lugar.

As planilhas não são uma boa opção para quem busca isso, pois não são responsivas para dispositivos Mobile.

Baixa segurança

Quando tratamos de informações financeiras, segurança também é prioridade. Com sistemas como o Excel, esse aspecto é comprometido, uma vez que os documentos normalmente ficam armazenados em um computador específico e podem ser facilmente corrompidos.

O software não oferece uma proteção robusta que envolva criptografia e outros recursos modernos. Assim, qualquer ataque ao computador pode colocar em risco dados sensíveis.

Falta de suporte à colaboração

Nessa ferramenta, se houver a necessidade de vários usuários realizarem alterações em uma mesma planilha, não é fácil garantir precisão.

O controle de versões é confuso e certamente gerará erros no gerenciamento financeiro. Afinal, os arquivos estão disponíveis localmente apenas e existem em versões únicas, no disco rígido de um computador.

Como vimos, o Excel é um sistema que não atende mais aos requisitos da gestão moderna e não permite que a companhia acompanhe o mercado.

Por esta razão a Microsoft traz uma alternativa mais eficiente para gerar transparência, agilidade e dinamismo para as análises, o Power BI. Uma plataforma de Analytics e Business Intelligence que vai transformar a forma como você gerencia suas operações. Com ele, é possível monitorar informações em tempo real, através de uma interface intuitiva e ainda receber alertas e suporte à colaboração em equipe.

Agora que você conhece as limitações de usar a planilha do Excel, que tal começar a utilizar uma ferramenta poderosa para o gerenciamento das finanças? Baixe já o Power BI.

Entenda as facilidades do Power BI

Um dos maiores desafios para os executivos é ter controle dos grandes números e dos principais KPI´s (indicadores de performance) da empresa, visto que extrair tais dados em tempo real se torna uma grande dificuldade. Entretanto, essa realidade pode mudar se você contar com as facilidades do Power BI.

Afinal, estamos falando de uma ferramenta que transforma a enorme quantidade de dados em figuras visuais inspiradoras, que são processadas e compreendidas em questão de instantes. Além disso, se adaptam a qualquer necessidade e são muito dinâmicas. Tudo isso aprimora o processo de tomada de decisão, em todos os sentidos.

Neste artigo, vamos apresentar de que forma as facilidades do Power BI transformam as tarefas que antes levavam muito tempo para serem produzidas em processos simples e eficazes. Confira!

Acesso e compartilhamento de documentos e base de dados (cloud)

Para quem já utiliza os programas da Microsoft, como o Office 365, a integração das facilidades do Power BI ocorrerá de maneira natural. Diante disso, não é preciso muitos recursos para adotar essa ferramenta.

Por sua vez, tudo tem migrado para a nuvem e, desde a sua base, o Power BI foi projetado exatamente para ser utilizado em nuvem. Isso porque utiliza o moderno código HTML5, que garante a compatibilidade com todas as plataformas e navegadores. Daí a facilidade no acesso e no compartilhamento de documentos e base de dados.

Visualização e organização de informações

No sistema de visualização do Microsoft Power BI, também construído em HTML5, praticamente tudo tem a chance de ser:

  • clicado;
  • separado;
  • filtrado;
  • dividido;
  • ter filtros cruzados, entre outras funcionalidades.

Vamos imaginar o mapa de uma cidade, com as vendas por bairros. Quando clicamos em um bairro, é possível ver os detalhes por ruas. Clicamos na rua e vemos os detalhes por quarteirões, lojas e tudo mais que tivermos interesse (e que esteja disponível).

Portanto, se você deseja ter uma visão diferente dos dados, entenda que os dias em que era preciso a atuação de um profissional de TI para desenvolver um novo relatório estão contados. Afinal, qualquer colaborador capaz de criar um gráfico por meio do Excel também consegue desenvolvê-lo no Power BI.

Tempo gasto com atendimento do suporte

Tudo isso reforça as facilidades do Power BI porque trata-se de uma ferramenta que tem um ciclo de atualização contínuo — atualmente, a periodicidade desse processo é mensal.

Atribuímos essa preocupação ao fato de que a Microsoft está altamente comprometida em tornar a solução cada vez mais poderosa. Diante disso, tanto as sugestões que a comunidade tem dado quanto a correção de falhas reportadas são realizadas e implementadas com bastante rapidez. Dessa forma, um Power BI melhor tem sido edificado a cada dia.

Vale destacar que contar com as facilidades do Power BI mudará o seu modo de trabalhar com informações e dados importantes para a sua empresa alcançar resultados surpreendentes antes do tempo previsto.

Se você gostou deste artigo e ainda tem dúvidas sobre as facilidades do Power BI, leia o artigo com as Perguntas e Respostas mais Frequentes sobre a ferramenta!