Posts

Se você acompanha notícias sobre o universo dos negócios, certamente já deve ter ouvido falar de Big Data. Em linhas gerais, trata-se do termo que descreve a pilha imensa de dados com que as empresas têm de lidar diariamente no mercado atual.

Porém, sem ferramentas adequadas é impossível extrair valor de todo esse montante de informações. E é aqui que entra o Business Intelligence, também conhecido como Inteligência Empresarial ou Inteligência de Negócios.

As vantagens do Business Intelligence para um negócio são extensas. Por meio das ferramentas de BI é possível identificar seus clientes mais lucrativos, reconhecer pontos problemáticos em sua organização e descobrir concretamente o retorno sobre o investimento para determinados produtos.

Neste post, você poderá se aprofundar nas potencialidades do Business Intelligence e entender como elas podem ser benéficas para o seu negócio. Boa leitura.

O conceito de Business Intelligence

Para que possamos entender o conceito de Business Intelligence, primeiramente, é necessário compreender que o poder dos dados é relativo. Ficou confuso? Então, imagine o seguinte cenário: nos computadores ou no arquivo de sua empresa há, por exemplo, uma série de informações sobre seus clientes.

O único problema é que esses dados estão desordenados, distribuídos por diferentes fontes e em diversas linguagens, de modo que a sua equipe de negócios consegue extrair pouco ou mesmo nenhum valor dessas informações.

Nesse específico exemplo, o poder dos dados é nulo ou bastante reduzido. Graças, porém, aos sistemas de Business Intelligence, é possível transformar esse cenário. O papel do BI é o de justamente transformar dados brutos em informações valiosas.

E como ele faz isso? Por meio da coleta, da organização e da análise destes dados, os quais, posteriormente, vão ser esmiuçados pelos tomadores de decisão das empresas.

É importante destacar que há ferramentas de Business Intelligence para diferentes contextos — de código aberto a proprietárias, de soluções locais a soluções em nuvem.

A diferença no investimento inicial, custo de manutenção e tempo de implantação pode ser bem grande, por isso é bom conhecer bem as opções antes de iniciar um projeto de BI.

Os principais benefícios que você pode obter com ferramentas de Business Intelligence

Agora que você já compreende bem o conceito de Business Intelligence, nós listamos 13 vantagens que as ferramentas e os sistemas de inteligência empresarial podem oferecer para a sua empresa.

1. Melhoria na tomada de decisões

Muitas vezes, os executivos tomam decisões com base em seus melhores palpites e em suas intuições. O que acontece é que essas escolhas podem ser imprecisas, já que não foram completamente baseadas em dados concretos.

Em outras palavras, informação é poder. Com a transformação dos dados brutos em conteúdo estratégico, os gestores terão base para tomar decisões efetivas que gerem o crescimento da sua empresa.

2. Aprimoramento do planejamento estratégico

Com uma tomada de decisões mais eficiente, é possível ter uma visão mais ampla dos próximos passos da organização e, consequentemente, elaborar um planejamento segundo premissas bem estruturadas.

3. Otimização de processos

Outra vantagem importante está relacionada à velocidade dos processos e das rotinas da empresa, uma vez que o empreendedor deixa de, simplesmente, agir de acordo com medidas de tentativa e erro. Suas ações passam não só a ter mais objetividade, mas também, mais eficiência.

4. Maior entrega de resultados

Processos eficientes são sinônimos de maior produtividade. Todos os passos anteriores se traduzem em uma maior entrega de resultados que impactará positivamente em todas as áreas da organização.

5. Redução de custos e aumento dos ganhos

Uma das vantagens do Business Intelligence é a identificação de eventuais gargalos nos processos que, se corrigidos, podem reduzir custos operacionais. Além disso, um ciclo com um planejamento eficiente, processos ágeis e tomadas de decisões mais acertadas poderá gerar maior entrega de resultados.

Isso, consequentemente, tenderá a alavancar o faturamento de sua companhia, ocasionando ganhos em diversos aspectos organizacionais.

6. Maior facilidade de prever demandas

Graças ao melhor processamento de dados, especialmente aqueles oriundos de históricos e relatórios de vendas, fica mais fácil prever demandas de consumo. Desse modo, sua empresa poderá se preparar melhor para épocas de sazonalidade, quando as compras se elevam ou diminuem consideravelmente.

7. Suporte para descoberta de novas tendências e oportunidades de negócios

Uma solução de BI é capaz de fazer análises mais acuradas sobre dados de vendas, marketing e sobre o comportamento dos consumidores. Quando aliados às pesquisas de mercado, os resultados podem ajudar a empresa a mapear tendências, cenários e descobrir novas oportunidades de negócios.

Também possibilitam um planejamento mais adequado de ofertas e promoções que realmente colaborem para elevar as vendas e, consequentemente, o faturamento do empreendimento.

8. Obtenção de importantes indicadores de desempenho

Sistemas de BI geram indicadores de desempenho sobre rotinas e processos, permitindo a mensuração adequada de seus resultados e performances. Com base nessas informações, é possível planejar e estruturar fluxos de trabalho mais eficientes, além de reorganizar os existentes que não correspondem às expectativas da empresa.

Você também terá acesso à estatísticas, cálculos, gráficos, entre outros instrumentos que cooperam na obtenção de números e índices sobre diferentes aspectos do empreendimento. Graças a isso, poderá tirar dúvidas sobre o volume de vendas, desempenho de equipes, margens de crescimento etc. em apenas alguns minutos.

9. Mais interação entre as equipes

O sonho de todo CEO é gerir uma organização em que todos os departamentos estão na mesma página, caminhando juntos em direção às metas com rapidez e eficiência.

Com uma solução de BI, que centraliza os dados, no entanto, as paredes podem ser quebradas. Oferecer uma versão da verdade torna as discussões mais acionáveis ??e os argumentos mais justificáveis.

10. Melhoria em vendas e negociações

Um sistema de business intelligence pode ser um ativo valioso para a força de vendas de uma empresa, pois fornece acesso a relatórios atualizados que identificam tendências de vendas, melhorias ou acréscimos de produtos, preferências atuais dos clientes e mercados inexplorados.

Além disso, esses dados detalhados e atuais também são um valioso backup para negociações com fornecedores ou outros parceiros.

11. Melhor gerenciamento de estoque

Com um software de business intelligence, você pode solicitar o nível certo de estoque a qualquer momento e garantir que os clientes recebam seus produtos quando precisarem deles. Isso permite a eliminação de gastos de armazenamento e um gerenciamento mais voltado para a melhoria dos seus negócios.

12. Consolidação rápida e fácil de dados

Com um sistema automatizado de coleta de informações você pode consolidar dados de várias fontes diferentes tão facilmente quanto se estivessem no mesmo servidor.

Se você puder diminuir o tempo que normalmente gastaria para fazer esse processo e gastar mais tempo melhorando a empresa, certamente encontrará um impacto maior em sua linha inferior e, eventualmente, verá uma companhia mais bem-sucedida.

13. Compreensão do passado, do presente e do futuro da empresa

Talvez essa seja a vantagem mais significativa dos sistemas de inteligência de negócios. Os sistemas de BI podem ajudar uma empresa a entender melhor as estatísticas de mercado em um determinado período.

Os dados que refletem o progresso das empresas podem ser usados ??para planejamento futuro a fim de tornar a negócio mais competitivo. O benchmarking desse progresso também é mais fácil com um sistema de BI implantado.

Como o Business Intelligence facilita a rotina na gestão empresarial

Além das vantagens citadas acima, o Business Intelligence é capaz de facilitar a rotina dos gestores de uma companhia em várias atividades. Confira algumas logo abaixo.

Automatização da elaboração de documentos gerenciais

A principal simplificação entregue por uma solução de BI é a automatização de relatórios, análises, históricos, entre outros documentos gerenciais. Isso agiliza a busca, organização e estruturação de informações operacionais, táticas e estratégicas.

Desse modo, os colaboradores, antes encarregados dessa função de coleta e montagem de relatórios, podem direcionar esforços para atividades corporativas de maior valor agregado.

Integração de dados de diferentes departamentos

Uma ferramenta de Business Intelligence consegue integrar dados de setores distintos da organização em uma visão unificada. Isso faz com que a gestão do negócio se torne mais efetiva, além de aproximar gestores para a formação de uma inteligência coletiva que explore soluções, ideias e novos pontos de vista em seus processos.

Dessa forma, tanto líderes quanto liderados passam a colaborar para a elaboração de estratégias mais acertadas, ou seja, diminui um pouco o fardo de cada gestor, que passa a contar com maior apoio.

Padronização das informações

As informações geradas por um sistema de BI costumam ser padronizadas em documentos e diretrizes. Dessa forma, fica mais fácil a avaliação pelos gestores e demais funcionários da empresa. Isso evita alguns erros de interpretação e falhas comunicacionais que podem comprometer decisões, estratégias e a execução de processos internos e externos.

Como implementar um sistema de BI no seu negócio

A implementação de business intelligence é um processo abrangente, incluindo muitas etapas, que podem diferir dependendo da abordagem. Esses estágios podem ocorrer um após o outro ou coincidir.

A solução escolhida depende dos detalhes da implementação e, geralmente, consiste nas seguintes etapas:

  • Planejamento: criação de um plano para o projeto e definição da arquitetura do depósito dos dados digitais (data warehouse), medidas técnicas, tarefas etc.
  • Análise e coleta de requisitos: entendimento das necessidades de negócios e dos requisitos dos usuários.
  • Criando o banco de dados: criando medições e tabelas de fatos.
  • Obtenção de dados dos sistemas de origem: localização das fontes de dados e análise de suas estruturas, identificação da operação de transformação e limpeza para garantir a consistência e qualidade dos dados.
  • Fornecimento do data warehouse: separação, transformação e introdução do processo.
  • Automatização de processos: automação e agendamento de suplementação do warehouse.
  • Criação de um conjunto inicial de relatórios: preparação de modelos de relatórios.
  • Controle de exatidão e teste de dados: controle sobre as operações do banco de dados, usando os relatórios previamente preparados e os processos de correção.
  • Treinamentos: para os usuários e administradores.

Antes da implementação do sistema de BI é possível especificar os KPIs desse processo. Isso ajudará a avaliar os resultados da implementação. Medidas quantitativas e qualitativas podem ser usadas.

Resultados que podem ser alcançados com o emprego de BI nos negócios

Os resultados que seu negócio pode alcançar são amplos, tais como:

  • maior agilidade na busca e obtenção de informações;
  • melhor direcionamento de investimentos financeiros e demais recursos (tempo, insumos, mão de obra);
  • redução de custos graças à possibilidade de encontrar e eliminar ineficiências mais facilmente;
  • tomada de decisão com maior embasamento;
  • maior inteligência competitiva nos negócios;
  • visão geral sobre o desempenho da empresa e específica em relação às performances individuais de setores, equipes e colaboradores;
  • planejamento de orçamentos mais condizentes com as necessidades de cada setor;
  • melhora no entendimento sobre os números do negócio etc.

Segundo uma pesquisa da Gartner, divulgada em fevereiro de 2017, 36% dos 227 líderes de TI da América Latina que foram entrevistados consideravam o investimento em BI (e Analytics) como uma de suas 3 prioridades de aplicação nesse mesmo ano. Isso significa que tal tecnologia já começa a ser percebida como essencial por muitos gestores e negócios não só dos centros europeus e norte-americanos.

Contudo, vale salientar que, no Brasil, o Business Intelligence tem a vantagem de ser um diferencial competitivo, uma vez que ainda há muito espaço para implementação de sistemas no país.

Quer iniciar agora uma estratégia baseada nas vantagens do Business Intelligence em sua empresa? Comece baixando o nosso guia com um passo a passo para escolher uma ferramenta de BI.

 

Quando falamos da aplicação e utilização de ferramentas de Business Intelligence para análise de negócios, é bastante comum nos deparamos com necessidades de cruzamento e análises de dados mais aprofundadas, por exemplo, quando pretendemos analisar o percentual de faturamento de determinada região no mesmo período do ano anterior. Entretanto, utilizando apenas as funções conceituais da ferramenta nem sempre é possível chegar ao resultado esperado. Para atender a esta necessidade no Power BI é preciso utilizar as funções DAX.

Através do DAX é possível potencializar os recursos do Power BI, fazendo com que a ferramenta seja ainda mais eficiente na análise e compreensão dos dados de sua empresa, garantindo também que seja possível realizar análises estratégicas e embasar decisões em informações mais detalhadas de seu negócio.

Explicaremos agora o que é DAX, como ele surgiu, suas principais diferenças com relação ao Excel e também as principais vantagens do DAX na análise e gestão de dados de seu negócio. Confira abaixo e ótima leitura!

O que é Dax ?

O DAX é uma sigla para Data Analysis Expressions, que em português pode ser traduzida como Expressões de Análise de Dados. Trata-se de uma linguagem de fórmulas e consultas, criada pela Microsoft e possui um conjunto de funções, constantes e operadores que podem ser utilizados em fórmulas e expressões dentro do Power BI Desktop, Anlaysis Services e Power Pivot, permitindo calcular, transformar e retornar valores, resultados e métricas, baseados em critérios definidos a partir dos dados já presentes no modelo.

Ele é especialmente útil para fazer com que seja possível extrair informações mais complexas e realizar diagnósticos mais aprofundados em modelos de análise, garantindo maior flexibilidade na gestão de dados e potencializando os recursos do Power BI.

DAX versus Excel

Para aqueles que já estão familiarizados com as fórmulas do Excel, a utilização das expressões DAX é mais fácil e natural. Não que aprender DAX seja difícil. Mas, enquanto as fórmulas do Excel se restringem à planilha de dados, as funções DAX são aplicadas dentro do Power BI Desktop, com a finalidade de explorar ou adicionar novos dados às análises tornando a Inteligência de Negócios mais aprofundada e sofisticada.

Enriqueça suas Análises

Dentre as principais aplicações do DAX na gestão e análise de dados, é possível destacar as fórmulas e expressões que permitem realizar descobertas que vão desde a determinação de simples medidas até a execução de cálculos complexos e sofisticados como, por exemplo, o percentual de crescimento de diferentes categorias de produto em intervalos de datas diferentes, análise comparativa de crescimento da empresa e as tendências de mercado, dentre outras análises.

Através do DAX é possível adicionar novas informações às suas análises, fazer descobertas de dados, obter visões e insights enriquecendo seus relatórios e dashboards.

Potencialize seus Recursos Analíticos

Uma das grandes vantagens do uso das Funções DAX é a capacidade de ampliar e potencializar os seus recursos analíticos, além disso, podemos mencionar outras vantagens:

1. Versatilidade

Uma das grandes vantagens do uso do DAX está em sua versatilidade, já que suas expressões e fórmulas podem ser aplicadas para diferentes propósitos analíticos, em uma grande variedade de situações, facilitando a modelagem dos dados e a construção das análises de BI tornando-as mais eficientes e relevantes.

2. Resolução de problemas reais

Outro benefício do uso das funções DAX é que elas permitem compreender e resolver situações e problemas reais dos negócios, sem que seja necessário executar extrações demoradas, cruzamentos e transformações complexas de dados.

3. Fácil compreensão

Como o DAX é baseado no uso lógico de expressões e fórmulas, de maneira similar ao Excel, e também por lidar com dados concretos, seu conceito é de fácil compreensão e aprendizado. Uma vez compreendidas e dominadas as funções mais simples, é possível ir agregando outras funções para construir análises mais avançadas, sem perder agilidade e praticidade por conta disso.

É possível dizer que em alguns anos, o uso da linguagem DAX se tornará vital na gestão dos dados das empresas, assim como o uso do Word e Excel.

Se você quer começar a usar o DAX, preparamos uma aplicação no Power BI com a lista de todas as funções DAX. Esperamos que aproveite!

Para ficar por dentro das novidades e tendências em business intelligence e gestão de negócios assine nossa newsletter.

A evolução das estratégias e ferramentas de marketing exige que os profissionais se mantenham atualizados e conscientes das inovações, tendências e novos recursos disponíveis, visando tornar o planejamento de marketing um processo mais eficiente, como é o caso do chamado data driven marketing, que vem se tornando cada vez mais importante e necessário para as empresas.

Considerada por muitos uma das tendências para o futuro do marketing, essa abordagem dá ainda mais valor aos dados obtidos e sua análise, valorizando a compreensão do consumidor e definindo estratégias mais inteligentes, modernas e com custos menores.

Explicamos agora o que é data driven marketing, qual sua relação com o machine learning e quais seus principais benefícios para a gestão da empresa. Confira!

O que é data driven marketing

Quando falamos em data driven marketing, estamos tratando das estratégias de marketing que usam a análise de dados para a tomada de decisões e para o planejamento de ações, surgindo a partir do uso e informações coletadas a respeito do cliente, seus hábitos de consumo e de navegação, seus interesses, dentre outras fontes.

Relação entre data driven marketing e machine learning

A relação entre machine learning e data driven marketing é bastante estreita e próxima, já que o chamado aprendizado da máquina permite processar, analisar e compreender os dados de forma mais ágil, eficiente e inteligente, garantindo informações mais precisas para embasar as estratégias de marketing de uma empresa, o que reduz custos e a torna mais competitiva.

Vantagens do data driven marketing para a gestão

Explicamos agora alguns dos principais benefícios obtidos pela aplicação do marketing baseado em dados e como ele pode influenciar nas estratégias de gestão de sua empresa. Confira!

1. Otimização de processos

Uma das maiores vantagens do marketing baseado em dados é a otimização dos processos, que podem ser executados de forma mais ágil, eficiente e com investimentos menores, já que ele permite direcionar as estratégias de forma a trazer maiores taxas de conversão em vendas, por exemplo.

2. Análise otimizada de dados

Outra vantagem está na própria análise dos dados obtidos por meio dos processos de marketing, que passa a ser otimizada e oferece maior inteligência de decisão para a empresa, a qual pode alinhar suas estratégias mais em fatos e menos em suposições e opiniões, aumentando os índices de sucesso das campanhas.

3. Segmentação de estratégias por consumidor

Também vale destacar que ao adotar uma estratégia de data driven marketing, passa a ser possível segmentar as estratégias de comunicação e marketing de acordo com o perfil do consumidor, de forma mais rápida e personalizada, garantindo maior efetividade das campanhas.

Como é possível perceber, ao analisar o assunto, a aplicação de estratégias de data driven marketing permitem desenvolver planos e ações mais eficientes, direcionados às necessidades e clientes específicos, com maior taxa de acerto e alcance e que se provam mais seguras, efetivas e com resultados mais consistentes.

Além disso, o uso do marketing preditivo e do machine learning para apoiar as ações de data driven marketing indicam o caminho a ser seguido pelas tendências estratégicas de marketing no futuro, em que uma maior compreensão do cliente permite realizar melhores vendas, aumentar os resultados e diminuir os custos de operação.

Você gostou deste artigo? Então aproveite e confira também como a combinação entre CRM e gestão empresarial pode ser vantajosa para seu negócio!

Toda organização, independentemente de seu porte ou segmento de atuação, sempre pensa em criar e entregar os melhores produtos e/ou serviços. Essa é uma posição louvável, porém, nos dias atuais, é inadmissível, sobretudo para uma empresa B2B, não ter a análise de dados como parte integrante da rotina corporativa.

Isso significa que não basta desenvolver excelentes soluções ou focar na atração de novos clientes. É preciso desenvolver uma visão crítica que, por meio da análise de dados, consiga extrair informações acionáveis e úteis para fundamentar o processo de tomada de decisões.

Pensando nisso, mostramos, ao longo deste artigo, que somente com essa análise é possível ter uma visão real do seu negócio e efetivar as mudanças necessárias para alavancar os resultados. Boa leitura!

O que é possível visualizar com a análise de dados?

Muitos executivos supõem erroneamente que o objetivo final de cada análise responde a uma pergunta específica. Todavia, é altamente recomendável assegurar uma visualização que permita a experimentação.

Para tomar decisões mais assertivas, não há por que se limitar ao clássico gráfico que representa dados numéricos para criar um argumento. Uma das possíveis formas consiste em começar com um esboço que o ajude a definir o escopo de sua pergunta ou a melhor maneira de explicá-la.

Não importa que o esboço não apresente dados estritamente quantitativos e empíricos, uma vez que o mais importante é que representem ideias para chegar a uma conclusão correta.

Poder contar com ferramentas adequadas de BI (Business Intelligence) e relatórios facilmente gerados e manejáveis é de grande ajuda nesse estágio.

Quais as vantagens para sua empresa?

As vantagens que sua empresa pode acessar dependerá, objetivamente, do tipo de decisão que está para ser tomada. Por exemplo, seja para o fim de lançar um novo produto e/ou serviço ou atingir um novo segmento, a análise de dados pode fornecer à sua organização as informações necessárias para:

  • selecionar os canais de distribuição mais apropriados;
  • mensurar a satisfação dos clientes e conhecer melhor os seus hábitos de consumo;
  • avaliar a eficácia das ações de marketing realizadas;
  • identificar possíveis riscos e novas oportunidades;
  • identificar as tendências do mercado, entre outras vantagens.

Quais são os tipos de análise?

A análise de dados pode ser feita seguindo diversos padrões técnicos. A seguir, apresentamos três modelos paradigmáticos que, devido ao seu potencial, podem trazer bons resultados para a maioria das organizações. Confira!

Análise descritiva

A análise descritiva é aquela que vem sendo realizada de forma tradicional e permite que as empresas saibam o que está acontecendo, em tempo real, e tomem decisões imediatamente baseadas nessas caracterizações.

É inegável que a análise só pode ser considerada útil se ajudar a tomar decisões precisas. Afinal, sua empresa pode reunir grandes quantidades de dados, mas, se não tiver os recursos necessários para convertê-los em informações que impulsionem os negócios e ofereçam soluções realmente adaptadas às suas necessidades, não obterá benefício algum.

Análise preditiva

Após conhecer a situação atual do seu negócio e tomar decisões com base nela, você pode ir além e realizar uma análise preditiva que permitirá prever e se antecipar a possíveis cenários.

Essas previsões são feitas com base em informações passadas e presentes, permitindo que eventos com alto grau de probabilidade sejam presumidos.

A análise preditiva vai trabalhar com possibilidades, chances de um evento acontecer, e você decide como vai trabalhar estes dados.

Um exemplo de análise preditiva é quando você coloca um endereço no GPS, ele calcula uma rota e consegue estimar o tempo de deslocamento. Este tempo é uma previsão baseada em deslocamentos anteriores e nas variáveis disponíveis no momento, como distância, velocidade máxima nas vias e transito local.  

Análise prescritiva

Esse modelo procura, de modo geral, responder à pergunta: como podemos fazer algo acontecer? Pode-se dizer que é um aprendizado que se adapta para conseguir oferecer o melhor resultado possível em cada situação real que deve ser enfrentada.

A análise prescritiva baseia-se na aplicação das regras de negócio, algoritmos, machine learning e procedimentos de modelagem computacional. Para tanto, diferentes conjuntos de bases de dados são utilizados, incluindo dados históricos, transacionais, em tempo real e Big Data.

Um pouco além do que a análise preditiva faz, a análise prescritiva vai dizer o que você deve fazer naquele momento.

Um exemplo de análise prescritiva é quando você informa o destino e o GPS fala para você: Vire à direita e depois vire à esquerda. Você segue as ordens e chega no seu destino. 

Como usar a análise de dados na tomada de decisões e obter insights dos resultados?

Para obter insights dos resultados de sua análise e empregá-los na tomada de decisões, você deve:

  • definir um objetivo: entenda a origem de sua base de dados e determine o problema que quer resolver;
  • explorar os dados: encontre os primeiros indícios (hipóteses ou pré-conclusões) com o auxílio do modelo descritivo e elabore gráficos e estatísticas numéricas, listando-os por ordem de importância;
  • analisar os dados com um software: selecione as técnicas que serão utilizadas para corroborar as hipóteses que levantou na etapa de exploração;
  • criar um relatório: resuma as conclusões que obteve, explicando aos demais suas conclusões, bem como as dificuldades que encontrou e quais serão os próximos passos.

Qual o impacto da análise de dados na organização?

Analisar as informações disponíveis de maneira sistemática e organizada confere ao líder empresarial toda a tranquilidade e segurança necessária para a perfeita realização de seu trabalho, além de passar o sentimento de que o ambiente pelo qual ele é responsável está sob controle.

Nesse contexto, a análise de dados impacta positivamente a empresa, tornando rápida e fácil a implementação de melhorias e a realização de estudos voltados precisamente às necessidades de cada momento.

Gostou do artigo? Então, assine a nossa newsletter e receba em primeira mão, diretamente em seu e-mail, os melhores conteúdos sobre Inteligência de Negócios!

Já faz algum tempo que o conceito de Business Intelligence tem circulado por meio de processos que englobam o uso da tecnologia e da inteligência voltada para os negócios, tudo isso com o intuito de aprimorar o desempenho e desfrutar de uma série de benefícios. Reduzir custos na empresa com B.I. é um deles.

Mas afinal, o que é B.I.? Business Intelligence, ou em português, Inteligência de Negócios, diz respeito ao processo que envolve a coleta, organização, análise, controle e o ato de compartilhar informações que forneçam um apoio para uma boa gestão dos negócios.

Engloba uma série de métodos, de estruturas, teorias, ferramentas tecnológicas e todos esses elementos em conjunto trabalham para fazer com que os dados brutos obtidos se tornem informações relevantes e úteis para as tomadas de decisões e elaboração de estratégias.

Ao longo deste artigo, listamos as principais formas de efetuar a redução de custos nas empresas usando o B.I. Continue a leitura e confira.

Realização de controle de estoque

Com o uso de diferentes ferramentas tecnológicas, é muito mais simples para uma companhia ser capaz de efetuar a análise das necessidades pertinentes ao estoque e assim poder tirar o máximo de aproveitamento correto do espaço que está sendo disponibilizado, sendo fundamentado pela demanda de mercadorias.

Ter produtos em falta é prejudicial, assim como o excesso em estoque também pode acarretar o desperdício de recursos. Isso precisa ser evitado a todo custo.

Para que isso não ocorra, o indicado é usar o B.I. O Business Intelligence permite o gerenciamento do estoque, de acordo com os parâmetros da oferta e da procura. Desse modo, a empresa pode reduzir despesas de maneira significativa e fazer investimentos em outros setores.

Otimização e agilização das campanhas de marketing

No momento atual, o Business Intelligence averigua o desempenho das campanhas de marketing e faz uma análise dos indicadores que têm a ver com os resultados, como o engajamento do público consumidor, a geração e conversão de leads etc.

Desse modo, torna-se viável realizar um investimento dando prioridade aos elementos que concederão mais vantagens para a empresa, o que possibilita a redução de gastos e a elevação da qualidade das ações.

Auxílio nas operações de compra junto a fornecedores

Uma das coisas mais apreciadas por qualquer instituição é fazer a contratação de fornecedores que proporcionem o melhor custo-benefício possível. Ao se fazer uso do Business Intelligence, esse intuito pode ser atingido.

Pelo fato do B.I. utilizar uma série de indicadores, como eficiência, tempo de entrega, custo, entre outros parâmetros, fica mais fácil e menos custoso realizar as compras.

Redução de custos na empresa com auxílio do Business Intelligence

Reduzir custos na empresa com B.I. é uma prática plenamente possível, como pudemos observar no decorrer do artigo. Devido ao fato do B.I. otimizar processos e recursos, consequentemente as despesas diminuem de forma bastante expressiva.

Já que o B.I. é tão útil e relevante, que tal escolher uma boa ferramenta para lhe auxiliar? Para ajudar você nisso, faça o download do nosso e-book, onde lhe mostraremos como escolher uma ferramenta de B.I. Confira!

No mundo corporativo, a inteligência artificial (IA) vem impactando o conceito de Bussines Intelligence (BI). Juntas, as novas tecnologias — que utilizam a inteligência artificial e BI — proporcionam vantagens competitivas substanciais para as empresas, independentemente do ramo de atuação.

Hoje, o sucesso nos negócios exige a compreensão da influência dessa nova relação de consumo que passa pelas redes sociais e as ferramentas de automação, principalmente.

Nesse contexto, é preciso buscar conhecimentos que orientem a aplicação adequada desses recursos para o desenvolvimento dos negócios. Continue a leitura e veja como é possível utilizar essas ferramentas para aumentar a visibilidade de sua empresa e fortalecer a sua marca. Acompanhe!

Como a inteligência artificial e BI podem influenciar a análise de negócios e a tomada de decisões?

A intensa relação entre inteligência artificial e BI provocou uma revolução em todas as tecnologias já conhecidas. As ferramentas de IA utilizam algoritmos que permitem que máquinas e sistemas se integrem e aprendam sozinhos.

Desse modo, a IA pode simular a capacidade — que antes era exclusiva do ser humano — de pensar e de solucionar problemas de forma precisa, automática e proativa. Isso transforma as ferramentas de inteligência artificial e BI em dois elementos de grande relevância para o desenvolvimento e evolução dos negócios.

A era de transformação digital constante e as novas possibilidades tecnológicas sugerem que a empresa que não se adequar a essas mudanças dificilmente superará a competitividade. O uso dessas tecnologias possibilita a automação de uma gama de atividades e a otimização de infinitos recursos de gestão.

O business intelligence — que em português significa inteligência de negócios — é um processo que permite organizar, analisar, monitorar e compartilhar informações essenciais que fornecem uma base sólida para a tomada de decisões.

Assim, o BI é a ferramenta que está moldando o futuro do universo corporativo. Aliado ao uso da inteligência artificial, ele auxilia no desenvolvimento de estratégias — cada vez mais eficazes — para orientar os negócios e facilitar a gestão.

Por que essas tecnologias implicam vantagens competitivas para as empresas?

O BI atual ainda tem o recurso da mobilidade a seu favor: interfaces mais leves, múltiplas plataformas, excelente usabilidade e soluções estratégicas e intuitivas. Essas características possibilitam que dados importantes e indicadores sejam consultados em um smartphone. Essa facilidade de acesso influencia a captação de clientes e flexibiliza mais oportunidades.

Dessa maneira, um ciclo de BI definido estrategicamente auxilia as empresas em diversos aspectos. Permite, pois, a utilização de novas tecnologias de IA para maximizar o crescimento e modernizar a corporação. Recursos como machine learning, implantação de chatbot e análise de sentimento são os mais comuns.

Aliado aos benefícios da IA, o BI torna possível estabelecer objetivos claros, obter informações, avaliar propostas, agir e analisar os resultados de forma mais precisa e eficiente.

Como as tecnologias de inteligência artificial e BI influenciam os negócios?

A inteligência artificial representa uma evolução de todas as tecnologias já conhecidas. Integrada aos benefícios do BI, certamente esse recurso pode significar um novo estágio de crescimento contínuo e muito mais sólido.

Logo, a competitividade atual impõe a necessidade de dar um passo além e adotar, sem medo, ferramentas que revolucionem o modo de lidar com a informação. Investir nessas medidas e manter a mente aberta às inovações pode assegurar amplas possibilidades de crescimento.

Percebe-se, então, que a inteligência artificial e BI vêm conquistando um considerável espaço no mundo dos negócios. São alternativas vistas como importantes aliadas dos gestores na tomada de decisão rumo à estabilidade das organizações.

Gostou deste artigo? Então, não perca tempo e veja também as 9 tendências em business intelligence para a sua empresa ficar de olho. Esperamos você!

O conceito de Business Intelligence envolve o conjunto de ferramentas que reúnem, organizam, monitoram e analisam as informações produzidas por uma empresa. A aplicação desses recursos possibilita o cruzamento de dados oriundos de fontes internas ou externas, auxiliando na elaboração de cenários e na projeção de resultados.

A partir desses exames, é possível gerar relatórios confiáveis para embasar a tomada de decisão dos administradores. Neste post, vamos apresentar 5 motivos para utilizar o B.I para potencializar a gestão de negócios. Boa leitura!

1. Facilita análises e decisões estratégicas

Em uma grande empresa, o alto volume de informações que circula entre os departamentos precisa ser organizado, a fim de basear as análises em fontes seguras e confiáveis. Caso não exista uma tecnologia para administrar essa quantidade de dados, a desorganização ocasiona uma sobrecarga nos gestores, atrapalhando as decisões estratégicas.

A utilização do Business Intelligence oferece à empresa números consolidados em relatórios sintetizados, disponibilizados de forma ágil e organizada. Assim, a administração consegue ter uma visão geral do negócio, o que fortalece a tomada de decisão.

2.  Permite a revisão de processos internos

Ao colher e analisar os dados fornecidos pelos processos internos da empresa, a ferramenta de Business Intelligence dá aos gestores conhecimento total do negócio. Assim, é possível estabelecer quais ações podem ser extintas, redimensionadas ou incentivadas.

Nesse sentido, usar o B.I para desenvolver uma estratégia de downsizing, por exemplo, aumenta as chances de sucesso dessa iniciativa. O mesmo vale para definir o plano de expansão de determinadas atividades.

3. Reduz custos e despesas

A redução de custos e despesas gerada pelo uso do B.I acontece a partir da eliminação de processos ineficientes. Por exemplo, a repetição sistemática de coletar, consolidar, cruzar e gerar análises de diferentes fontes de dados é extinta e substituída por relatórios e análises em tempo real. Isso permite que os recursos humanos dediquem a maior parte do tempo analisando as informações do negócio e definido estratégias e ações, do que gerando gráficos e relatórios.

Além disso, com uma ferramenta de BI possível avaliar as ações de marketing, de vendas, de pós-vendas e o retorno sobre o investimento (ROI) gerado para o negócio.

O mesmo vale para outras áreas: a partir da análise dos indicadores financeiros e de produção fornecidos pelo B.I, o gestor pode efetuar uma série de ajustes com objetivo de racionalizar custos e despesas e investir em atividades-chave para a gestão eficiente do negócio.

4. Indica tendências

A previsão de tendência do mercado é outra funcionalidade do B.I para potencializar a gestão de negócios. A partir da compilação de diversos dados, o Business Intelligence indica uma projeção de números para embasar decisões de curto e médio prazo.

Essa funcionalidade é uma vantagem competitiva importante. Ela permite que a empresa adote estratégias eficazes, esteja prevenida para cenários adversos e se mantenha sempre um passo à frente de seus concorrentes.

5. Maior compreensão dos consumidores

Afinal, o que desejam os clientes? Responder a essa pergunta diariamente é a motivação de qualquer empresa. Nesse sentido, a solução de B.I tem contribuições relevantes para dar.

A ferramenta permite reunir pesquisas de mercado, dados de consumo, indicadores de vendas e qualquer número relacionado aos consumidores. Assim, é possível prever comportamentos, projetar vendas e definir os rumos das estratégias comerciais com mais exatidão.

Como você pode observar, existem, pelo menos, cinco fortes motivos para utilizar o B.I para potencializar a gestão de negócios. A aplicação fundamenta a tomada de decisões estratégicas, oferece subsídios para revisar procedimentos internos, reduz despesas, indica tendências e possibilita a melhor compreensão do comportamento dos consumidores. A partir desses benefícios, a empresa se torna mais competitiva e forte para crescer.

Entendeu como o B.I pode ajudar o seu negócio? Então não deixe de conferir 5 vantagens das ferramentas de B.I para a sua empresa e se aprofunde ainda mais no assunto!

Nos últimos tempos, muito tem se falado a respeito de Business Intelligence (BI). Afinal, existe hoje no mercado uma grande variedade de ferramentas de BI, capazes de propiciar um leque de possibilidades para as mais variadas operações e processos dentro de uma empresa.

Mas ainda se questiona o quanto esse conceito se aplica, efetivamente, no cotidiano organizacional. Então, deseja descobrir quais são as vantagens das ferramentas de BI? Pois é disso que trataremos neste artigo! Continue lendo para saber mais:

1. Maior capacidade de percepção de erros

O dia a dia de uma instituição é repleto de atividades, processos, planejamentos, estratégias, entre outras coisas. No decorrer dessas operações, naturalmente, algumas práticas, números e erros podem acabar não sendo notados.

O resultado disso é a criação de gargalos que, continuamente, sugam os recursos da empresa, trazendo prejuízos financeiros e impedindo novos investimentos.

Pois, diante disso, as ferramentas de BI permitem uma análise mais completa e cruzamentos de dados muito mais profundos, permitindo um filtro mais apurado e ampliando a capacidade de percepção de falhas.

2. Prevenção de fatores externos

Toda a movimentação que ocorre no ambiente externo ao negócio — o funcionamento do mercado, as tendências de consumo, as condições gerais da economia, os índices financeiros — enfim, tudo isso foge ao controle da companhia. Contudo, ao aplicar os conhecimentos e instrumentos do Business Intelligence, é possível, ao menos, prever esses fatores.

Assim, com uma base sólida e precisa de informações, torna-se bastante viável tirar proveito de acontecimentos futuros e ter impactos mais positivos, aproveitando-se ao máximo as oportunidades da forma como elas se apresentam.

3. Acompanhamento da experiência do cliente

Há organizações que ficam perplexas tentando compreender por que conquistaram ou perderam clientes. E, sem sabê-lo, não conseguem controlar esses fatores. Mas, com o auxílio das ferramentas de BI, é possível minerar dados relacionados à venda e, igualmente, ao pós-venda.

Dessa forma, consegue-se averiguar os pontos fracos, que demandam melhorias (seja no atendimento, nos instrumentos usados nas transações, na conduta dos vendedores, entre outros). E monitorar esses elementos ajuda a garantir uma boa experiência para a clientela.

4. Auxílio à estratégia de marketing

As ferramentas de Business Intelligence também ajudam a potencializar as estratégias de marketing no trabalho de diagnosticar quais são as ações, formatos, nichos, público-alvo etc., de forma a usar os recursos humanos e financeiros com mais inteligência nas campanhas. E gerando, assim, resultados mais satisfatórios para o negócio.

5. Maior competitividade

Por fim, uma das maiores vantagens das ferramentas de BI é que elas deixam o negócio muito mais competitivo, ao permitirem a elaboração de avaliações externas e internas mais completas e precisas. Além disso, ajudam na tomada rápida de decisões e na implementação de uma estratégia de marketing mais eficiente.

Bom, depois de tudo isso, podemos dizer o BI ajuda, sim, na gestão da empresa como um todo, aumentando de forma considerável os seus níveis de produtividade.

E, para garantir ainda melhores resultados e performance, também vale a pena ainda procurar uma empresa especializada nesse ramo! Então, se gostou deste texto sobre as vantagens das ferramentas de BI, aproveite para entrar em contato conosco!

O termo Business Intelligence muitas vezes é associado a uma ferramenta restrita para grandes empresas, inacessível, portanto, a médios e pequenos empreendedores. Embora seja de fato um instrumento sofisticado, a introdução de BI está cada vez mais ao alcance dos mais variados segmentos e de distintos portes empresariais.

O resultado para quem o aplica não poderia ser melhor: otimização de recursos e identificação de excelentes oportunidades de negócios. Neste post, você vai entender que o conceito e a aplicação de Business Intelligence são bem menos complexos do que você imagina. Boa leitura!

O que é Business Intelligence?

Business Intelligence — também conhecida pela sigla BI — significa inteligência de negócios. Trata-se dos processos que reúnem, organizam, analisam, monitoram e compartilham grandes volumes de informações que fornecem uma base para a tomada de decisões da empresa.

As fontes de análises desses dados podem ser as mais variadas. A coleta inicia no conjunto de informações abrigadas pela própria organização e avança para números da indústria, para as características dos clientes, as tendências culturais e as pressões competitivas.

Assim, o BI pode servir para que a organização busque novas oportunidades de negócios, bata metas, aumente o faturamento e conheça de forma mais profunda o cliente, entre tantas utilidades.

O que uma ferramenta de BI oferece?

Uma ferramenta de Business Intelligence oferece à empresa análise rápida de uma vasta gama de informações complexas que, aparentemente, poderiam não ter relação uma com a outra.

Por exemplo: imagine uma cadeia de supermercados e a quantidade de informação produzida a cada minuto por essa rede. O entrelaçamento desses dados indica a relação entre produtos vendidos e, assim, contribui para que o gerente da loja planeje a melhor disposição dos produtos nas gôndolas. Isso é possível por meio de um software de BI.

Ou um fabricante de refrigerantes que deseja ganhar novos mercados. Com a ferramenta, a partir do cruzamento de informações de venda, estoque, logística e de outros dados relevantes é possível identificar, por exemplo, que uma área está vendendo menos por problemas de abastecimento.

Dessa forma, o administrador poderá agir para solucionar a dificuldade e potenciar os ganhos da empresa.

Quais as vantagens para a empresa?

Uma empresa que introduz em seu dia a dia um software de Business Intelligence consegue avançar em diversos pontos da sua administração. Confira:

Melhora a gestão empresarial

Ao disponibilizar dados e análises de maneira simples e de fácil compreensão, a ferramenta de BI possibilita que o gestor tenha em suas mãos informações confiáveis para a tomada de decisão. Essa agilidade permite ajustes imediatos quando algo estiver errado.

Dá suporte a decisões estratégicas

Estratégias de crescimento ruins podem iniciar em falta de informações ou em dados equivocados. Com um software de Business Intelligence, a confiabilidade das informações é alta e o administrador poderá decidir a partir de um panorama completo do negócio. O monitoramento da estratégia também é simplificado.

Aprimora o controle do estoque

Muitas empresas perdem ou deixam de ganhar dinheiro devido à falta de controle de estoque. Uma ferramenta de BI permite observar com precisão a quantidade de mercadorias armazenadas. Assim, é possível saber o que está em excesso e o que está em escassez. Esses dados podem motivar a alteração de processos e o corte de despesas desnecessárias.

O Business Intelligence, quando bem aplicado, traz melhorias para diversas áreas da empresa. A ferramenta pode ser decisiva para cortar despesas e tornar o negócio muito mais competitivo.

Já imaginou como uma ferramenta de Business Intelligence pode melhorar os processos na sua atividade? Entre em contato com a Trinity! Temos a solução que vai se ajustar direitinho à realidade do seu negócio.

Realizar a análise de dados para captar clientes não é algo só para grandes empresas— muito pelo contrário, as pequenas e médias empresas também devem utilizá-la, possibilitando uma gestão mais assertiva e a criação de um diferencial competitivo.

Se você está procurando por motivos para investir em análise de dados, então, está no lugar certo! Neste post, apresentaremos alguns motivos para ajudá-lo a tomar essa decisão. Pegue um café e boa leitura!

Como realizar uma análise

O primeiro passo para realizar uma análise é a identificação de um problema que precisa ser resolvido, ou seja, a verificação de quais são as respostas que você está procurando. Em nosso caso, trabalharemos a forma de realizar a captação de mais clientes de alta rentabilidade.

Após determinar a questão central da análise, passamos para a etapa de mineração de dados. É importante compreender que dados soltos não geram nenhum tipo de informação, contudo, toda informação pode gerar algum tipo de dado.

Durante a mineração, o analista deverá recolher todos os dados que fazem sentido para a análise e descartar os que não agregarão. É preciso atentar, ainda, à necessidade de que esses dados sejam extraídos de bases confiáveis, a fim de trazer um cenário o mais próximo o possível da realidade.

Feita a mineração, começa a parte de organização de dados a fim de estabelecer uma lógica que possibilite a sua interpretação de maneira correta e que traga informações relevantes.

Com os dados devidamente organizados, analisam-se as possíveis correlações, tendências, predições etc., transformando estes achados em informações que direcionarão as decisões da empresa.

Confira, a seguir, os motivos para usar a análise de dados na captação de clientes!

1. Entender o comportamento do público ideal

Após analisar os dados dos clientes de sua empresa, você chegou a um perfil ideal de cliente, ou seja, o perfil que apresenta maiores chances de realizar a aquisição dos produtos fabricados por sua companhia.

Por meio dessa compreensão, você conseguirá direcionar seus esforços de marketing e vendas, por exemplo, para impactá-los com informações relevantes e abordagens assertivas, maximizando os resultados advindos de suas ações.

2. Identificar tendências

Uma vez que você conhece a fundo o seu público e entende suas dores e necessidades, conseguirá observar tendências em seu comportamento em relação aos produtos e serviços de sua empresa como, por exemplo, a necessidade de um determinado item se conectar ao smartphone do cliente.

É claro que esse é um exemplo mais restrito às empresas de tecnologia, mas, em outras companhias, funcionaria da mesma forma: a criação de um novo atributo ou de uma usabilidade para seu produto a fim de atender uma demanda não declarada de mercado.

3. Ter histórico para tomar decisões

Por meio da análise de dados, você poderá formar uma nova base de informações para registrar os resultados de todas as ações realizadas pela empresa — as que funcionaram de acordo com o planejado e aquelas que não tiveram um bom desempenho.

Ter e manter essas informações é essencial para evitar a recorrência de erros do passado e, ainda, indicar caminhos alternativos para ações futuras, de forma a trazer muito mais solidez e assertividade às decisões tomadas pela empresa.

4. Fazer a clonagem de clientes

Além de realizar as análises de dados de novos clientes para encontrar um perfil ideal de consumidor, você pode realizar esse mesmo processo com os dados que você já tem de seus atuais clientes, buscando um padrão de perfil e comportamento que traga maior rentabilidade para a empresa.

Após essa identificação, você poderá executar o processo de clonagem de clientes, que consiste, basicamente, em pegar todas essas características de um perfil de alta rentabilidade e direcionar os esforços de sua companhia na busca por mais clientes com o mesmo perfil, “clonando” sua carteira.

Agora que você já conhece algumas vantagens em utilizar a análise de dados para captar clientes, assine nossa newsletter e receba mais informações essenciais como esta em seu e-mail!